Correio do Minho

Braga, quarta-feira

2017: o tudo ou nada da UE

Sem Confiança perde-se a credibilidade

Ideias

2017-01-02 às 06h00

Paulo Monteiro

O ano que acaba de começar vai ser o do tudo ou nada em relação à União Europeia. Um pouco por toda a Europa, onde crescem os extremismos e a xenofobia, há eleições. Mas os países para onde se vão centrar todos os olhares são a Alemanha e a França. Só os dois são responsáveis por 37% do orçamento da UE e são a mola da economia europeia.

Por isso, todos os radares vão estar apontados para estes dois países. E em ambos, podem surgir surpresas vindas da extrema direita...

Para já é certa, na Alemanha, a recandidatura de Angela Merkel, uma das maiores defensoras da UE e das que mais tem apoiado a imigração. É líder desde Novembro de 2005 e, em caso de vitória, vai para um quarto mandato. Nesta altura, o seu partido (CDU) está no poder em coligação com a SPD. Mas o perigo vem do AfD (Alternativa para a Alemanha, de Frauke Petry) que nas últimas sondagens chegou aos 14%. Números que não dão vitória, mas que dão para assustar...

Além disso trata-se de um partido anti tudo... anti-Europa, anti-euro, anti-imigração, anti-refugiados. E os recentes atentados em Berlim provocaram uma onda de medo que só beneficia este tipo de partidos. Para já, Merkel leva vantagem.

Também em França as dúvidas são muitas. A primeira volta das eleições, ao que tudo indica, vai ser disputada entre um homem da esquerda (Manuel Valls), outro da direita (François Fillon) e pela perigosa Marine Le Pen, líder da Frente Nacional e anti-europeista. O futuro é incerto. Mas sejamos optimistas e... para bem da União Europeia e de nós, que venham bons ventos de França e da Alemanha...

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.