Correio do Minho

Braga,

XX Bienal Internacional de Artes de Vila Nova de Cerveira já recebeu mais de 50 mil visitantes
Paróquia de S. Pedro de Lomar abraça novo pároco

XX Bienal Internacional de Artes de Vila Nova de Cerveira já recebeu mais de 50 mil visitantes

Câmara de Guimarães distingue utilizadores no 10º aniversário da Horta Pedagógica

Alto Minho

2018-08-30 às 06h00

Redacção

Número de visitantes ultrapassou as expectativas da organização da XX Bienal Internacional de Artes de Vila Nova de Cerveira. Exposição decorre até ao dia 23 de Setembro.

Cerca de 50 mil pessoas já passaram pelos espaços que acolhem da XX Bienal Internacional de Artes de Vila Nova de Cerveira.
O evento foi inaugurado no padsado dia 10 e prolonga-se até ao dia 23 de Setembro.
Em exposição estão mais de 600 obras de 400 artistas vindos de 30 países.
O número de visitantes da edição que assinala os 40 anos da iniciativa, ultrapassou as expectativas da organização.

“É com muita satisfação que já atingimos mais de 50 mil visitantes, neste que é um dos acontecimentos mais marcantes das artes plásticas do país e que tem atraído milhares de portugueses e estrangeiros”, anunciou o presidente da Fundação Bienal de Arte de Cerveira, Fernando Nogueira.
O coordenador artístico da exposição, Cabral Pinto, realçou que “ao fim de 40 anos, Vila Nova de Cerveira tem resistido aos modelos que aniquilaram outras iniciativas congéneres e é um exemplo de persistência e de empenhamento, tendo desempenhado um papel importantíssimo no desenvolvimento local e regional.”

A edição deste ano tem como tema central a obra do artista Cruzeiro Seixas. “Na cabeça de todos nós, existem ideias e sonhos para realizar que se tornam vitais para a vida de um país. Estou muito emocionado com esta homenagem, obrigado”, revelou o artista na inaguração do evento. Cruzeiro Seixas está presenta com cerca de 120 peças que integram colecções públicas e privadas.
A Bienal Internacional de Arte é a mais antiga do país e integra projetos curatoriais, artistas convidados, representações de 21 instituições de ensino superior nacionais e estrangeiras, performances, residências artísticas, ‘workshops’, ‘ateliers’ infantis, conferências e debates, visitas guiadas e espectáculos.

A exposição pode ser visitada (até 1 de Setembro), de segunda a sexta-feira das 14.30 horas às 22 horas, e aos fins de semana e feriados das 10.30 horas às 22.30 horas. A partir do dia 2 de Setembro o horário é das 14.30 horas às 20 horas (de segunda a quinta-feira), das 14.30 horas às 22.30 horas (ás sextas-feiras), das 10.30 horas às 22.30 horas (aos sábados) e das 10.30 horas às 20 horas aos domingos.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.