Correio do Minho

Braga,

Viana do Castelo atribuiu subsídios para instituições que revertem da instalação de contentores de roupa no concelho
Liquidação de dívida a empresas descongela contas da Câmara Municipal

Viana do Castelo atribuiu subsídios para instituições que revertem da instalação de contentores de roupa no concelho

UMinho vence “Jogo das Estrelas”

Alto Minho

2018-08-16 às 22h11

Redacção

Os protocolos assinados com as empresas Sarah Trading, Ultriplo e Wippytex para a colocação dos contentores permitiram , ao fim de um ano, a entrega de praticamente 12 mil euros para determinadas instituições, designadamente o Banco Alimentar de Viana do Castelo, o Centro Humanitário do Alto Minho da Cruz Vermelha Portuguesa, Centro Social e Paroquial da Areosa, o Centro Social e Paroquial de Vila Nova de Anha, o Centro Social e Paroquial de Castelo do Neiva, o Posto de Assistência Social de Alvarães e o Lar de Santa Teresa.

O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, José Maria Costa, e a Vereadora da Coesão Social, Carlota Borges, entregaram hoje os subsídios a instituições de solidariedade que resultam de protocolos com três diferentes entidades, com as quais se estipulou a localização de cem contentores de roupa no concelho.

Os protocolos assinados com as empresas Sarah Trading, Ultriplo e Wippytex para a colocação dos contentores permitiram , ao fim de um ano, a entrega de praticamente 12 mil euros para determinadas instituições, designadamente o Banco Alimentar de Viana do Castelo, o Centro Humanitário do Alto Minho da Cruz Vermelha Portuguesa, Centro Social e Paroquial da Areosa, o Centro Social e Paroquial de Vila Nova de Anha, o Centro Social e Paroquial de Castelo do Neiva, o Posto de Assistência Social de Alvarães e o Lar de Santa Teresa.

Os protocolos, em vigor desde 2015, têm por objetivo promover o reforço da cooperação social entre as entidades e desenvolver mecanismos de cooperação que tornem possível e promovam a participação conjunta em atividades de caráter social e de emergência. Ao todo, são cem contentores que servem para posterior entrega a instituições de solidariedade social, sendo que, por cada tonelada recolhida, é doada à autarquia uma quantia que visa o desenvolvimento de novos projetos de cariz social/ambiental.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.