Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Um casamento africano no Centro Internacional das Artes José de Guimarães
Cláudio saiu do banco e marcou golo que deu vitória ao Prado

Um casamento africano no Centro Internacional das Artes José de Guimarães

Cabreiros e Dumiense empatam num jogo onde faltou eficácia

Um casamento africano no Centro Internacional das Artes José de Guimarães

Vale do Ave

2019-09-19 às 18h18

Redacção Redacção

Otim Alpha é a nova proposta do ciclo de músicas do mundo ‘Terra’, tocando em Guimarães no dia 28 de setembro (21h30)

Otim Alpha chega do Uganda com a promessa de pôr toda a gente a dançar no Centro Internacional das Artes José de Guimarães (CIAJG), no próximo dia 28 de setembro. A tradição dos casamentos do norte do seu país é cruzada com a eletrónica, resultando numa música delirante e contagiante, que não deixará ninguém indiferente. O músico africano é o segundo convidado do ciclo de músicas do mundo ‘Terra’, promovido pela Capivara Azul – Associação Cultural e programado em diálogo com as coleções de arte de José de Guimarães patentes no CIAJG.

‘Terra’ é um ciclo de programação de músicas do mundo, pensado para dialogar com a coleção permanente do CIAJG. As peças de arte africana, chinesa antiga e pré-colombiana, reunidas por José de Guimarães e expostas neste museu são a inspiração para a programação que agora traz Otim Alpha ao Centro. Desde os anos 1980 que Otim Alpha tocava em casamentos no norte do Uganda, na região Acholi. Depois, começou a reinterpretar as canções Larakaraka dessas cerimónias, com a ajuda de um computador. As possibilidades eletrónicas e de produção digital dos MIDI foi acrescentada pelo colaborador Leo Palayeng. Juntos, construíram um novo género musical, Acholitronix. É uma música híper-frenética, polirrítmica, que cruza percussões eletrónicas e instrumentos tradicionais, com a voz (e os gritos) típicos da música do norte do Uganda. Em palco, é uma festa garantida, como já pôde comprovar o público de festivais europeus como o mítico Roskilde, na Dinamarca, ou o Rewire, na Holanda.

Em disco, Otim Alpha apresentou-se pela primeira vez em 2016, com Gulu City Anthems, um conjunto de canções escritas e gravadas ao longo de 11 anos – entre 2004 e 2015 – lançado pela Nyege Nyege Tapes, uma das editoras mais inquietantes da cena africana. Otim Alpha faz aqui a sua estreia absoluta em Portugal. Depois do convite da Capivara Azul – Associação Cultural para integrar a programação do ciclo de música do mundo ‘Terra’, o músico fechou também um acordo para tocar na ZDB, em Lisboa, na mesma altura.
 
O bilhete para o concerto de Otim Alpha no CIAJG tem o custo de 7 euros ou 5 euros com desconto. Os portadores dos bilhetes têm acesso gratuito às exposições do CIAJG no dia do espetáculo nos horários habituais de funcionamento deste espaço (9h00-13h00 e 14h00-19h00). Os ingressos podem ser adquiridos nas bilheteiras do Centro Internacional das Artes José de Guimarães, Centro Cultural Vila Flor, Casa da Memória de Guimarães e Loja Oficina, bem como na internet em oficina.bol.pt.
 
O ciclo de músicas do mundo ‘Terra’ vai ocupar a Black Box do CIAJG, em Guimarães, até ao final do ano, promovendo o diálogo entre culturas. Depois do arranque em julho, com um memorável concerto de Aline Frazão, o ciclo vai prolongar-se até 23 de novembro, dia em que tocam Zulu Zulu, banda baseada em Palma de Maiorca, em Espanha. Este espetáculo está integrado no programa de comemorações dos 80 anos do artista José de Guimarães. Na semana anterior, a banda espanhola estará em residência artística no Centro de Criação de Candoso e no CIAJG, preparando novo material que será estreado em Guimarães.
 
O ciclo ‘Terra’ é uma organização da Capivara Azul – Associação Cultural, com o apoio do Município de Guimarães e da Direção Regional de Cultura do Norte, e coprodução d’A Oficina, entidade que gere e programa o Centro Internacional das Artes José de Guimarães.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.