Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Trabalho em rede ajuda a alertar para o “muito que falta fazer”
Toni Martínez: “Queremos continuar a dar alegrias aos adeptos”

Trabalho em rede ajuda a alertar para o “muito que falta fazer”

Vizela oferece mais 68 cheques-bebé como "prenda" de Natal

Trabalho em rede ajuda a alertar para o “muito que falta fazer”

Braga

2019-11-17 às 06h00

Patrícia Sousa Patrícia Sousa

Assembleia Distrital da Associação Portuguesa de Deficiência - Delegação de Braga discutiu ontem o Plano de Actividades e Orçamento para 2020. Aquisição de carrinha é a “grande” necessidade.

Porque só com “um verdadeiro trabalho em rede” é que é possível “desmistificar e sensibilizar” para a causa da deficiência, a Associação Portuguesa de Deficientes (APD) - Delegação de Braga vai continuar a apostar no trabalho junto das instituições e da população, alertando para “o muito que ainda falta fazer”. Reunidos ontem em Assembleia Distrital para a discussão e votação do Plano de Actividades e Orçamento para 2020, o presidente assumiu que a “grande necessidade” da associação é a aquisição de uma nova viatura.

Em 2020 a delegação de Braga da APD vai prosseguir com os objectivos de informar a apoiar todas as pessoas com deficiência e doença crónica, esperando conseguir “incentivar os associados a uma maior participação nas actividades culturais, desportivas e de lazer”. Mas a delegação de Braga da associação pretende ainda no próximo ano consciencializar para a utilização do Serviço Social e de Psicologia, estando os serviços ao dispor para o acompanhamento solicitado. As consultas são gratuitas e o presidente, Manuel Vieira, adiantou que a única coisa que é pedida às pessoas é que se tornem sócias da associação, o que tem merecido “uma boa aceitação”.
Este apoio contempla ainda, por exemplo, o transporte de associados a consultas médicas, no caso de não existir alternativa e dentro da disponibilidade da delegação, bem como o empréstimo de cadeira de rodas manual, através da formalização de empréstimo.

Outra actividade que a associação “tudo fará” para manter é a hidroterapia. “Começámos o ano passado e tem tido muita adesão, por isso, é para continuar no próximo ano”, garantiu o presidente, que apesar de ainda não haver financiamento garantido a hidroterapia veio para ficar, porque que “é uma mais-valia” para as pessoas com deficiência.
Em relação ao Orçamento para 2020, Manuel Vieira admitiu que o documento “é realista”, estando baseado no “grande garante” do funcionamento da instituição: o acordo atípico com a Segurança Social, bem como o protocolo de desenvolvimento desportivo com a Câmara Municipal de Braga.
E a “grande necessidade” da APD continua a ser a aquisição de uma carrinha nova. “Já apresentámos várias candidaturas, mas ainda não conseguimos a aprovação do projecto. A carrinha que temos tem 20 anos, mas ainda está funcional. Precisamos de uma nova, mas vamos continuar a fazer a nossa actividade com a que temos”, assegurou o responsável, justificando que as verbas disponíveis já estão alocadas para outros projectos.

Mais do que as vitórias desportivas o “grande prémio” é o trabalho nas escolas

A Associação Portuguesa de Deficientes (APD) - Delegação de Braga continua a ‘dar cartas’ ao nível desportivo. E não é só pelo facto da equipa de basquetebol ganhar todos os títulos a nível nacional, para o presidente da associação mais do que as vitórias desportivas, “o grande prémio” é o trabalho que está a ser feito junto das escolas.
“Felizmente através do contrato de desenvolvimento desportivo com a Câmara Municipal de Braga e outros acordos que são renováveis anualmente conseguimos manter este trabalho junto das escolas, onde levamos o desporto adaptado, sobretudo o basquetebol e voleibol em cadeira de rodas”, contou Manuel Vieira.

E o presidente foi mais longe: “começámos a ver esse trabalho reflectido nas pessoas com deficiência e nos seus familiares, porque acabamos por não levar apenas o jogo em si, mas acima de tudo estamos a sensibilizar para a causa da deficiência junto dos mais novos”.
No Plano de Actividades para 2020, a delegação de Braga pretende participar no Campeonato Nacional e Taça de Portugal de Basquetebol em Cadeiras de Rodas, participar em eventos/jogos de voleibol adaptado (sentado), participar em actividades desportivas promovidas por autarquias, associação e clubes, realizar demonstrações desportivas de rua e em escolas e manter a actividade do Snag Golfe e as aulas de natação.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.