Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Sepultura foi alvo de vandalismo
Amares: criatividade dos alunos do 1º ciclo espelhada em calendário para 2020

Sepultura foi alvo de vandalismo

Arsenalistas de regresso ao activo

Casos do Dia

2019-04-25 às 09h00

Miguel Viana

FAMÍLIA fala em actos de magia negra devido à colocação de ratos mortos na sepultura. Executivo da junta lamentou situação.

Uma sepultura do cemitério de Escudeiros apareceu, esta semana, com ratos mortos em cima. Uma situação que leva a família proprietária da campa a suspeitar da prática de magia negra.
“A situação não é nova. Tem-se verificado furtos de peças em bronze. Ultimamente têm ocorrido actos de vandalismo nas nossas sepulturas. Parece que é magia negra. Apareceram animais (ratos) mortos na nossa sepultura”, disse ao Correio do Minho, Emília Barbosa, uma das proprietárias da sepultura. A moradora de Escudeiros realçou que o cemitério da freguesia está permanentemente aberto e rodeado de muros baixos, o que facilita os actos de vandalismo.

“Não estou contra o facto do cemitério estar sempre aberto. Até acho bem que esteja. Não é o facto de estar fechado que impede a prática de actos de maldade, mas acho que devem ser tomadas medidas”, defendeu Emília Barbosa.

A família pondera apresentar queixa na GNR e vai enviar um ‘email’ ao delegado de saúde concelhio para denunciar a situação.

Contactado pelo Correio do Minho, o secretário da Junta de Freguesia de Escudeiros e Penso (S. Estevão e S. Vicente), Rui Pereira, referiu que “o executivo está solidário com a família, reprovando os actos de vandalismo”, que apelidou de “brincadeira de muito mau gosto”. Rui Pereira revelou ainda que a Junta de Freguesia procedeu “de imediato à limpeza do espaço e entregamos às autoridades um pedido para maior fiscalização e um melhor patrulhamento da zona”.

O secretário da junta lembrou que quando o actual executivo assumiu funções auscultou a população sobre a criação de um horário de abertura e encerramento do cemitério, mas “as pessoas mostraram muita relutância em ter o cemitério fechado durante a noite.”

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.