Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
SC Braga desiste de Schettine e critica Benfica e Santa Clara
Braga promove-se na Suíça

SC Braga desiste de Schettine e critica Benfica e Santa Clara

Monção entrega material escolar

SC Braga desiste de Schettine e critica Benfica e Santa Clara

Desporto

2019-08-13 às 06h00

Carlos Costinha Sousa Carlos Costinha Sousa

Guerreiros falam de “teatro de marionetas” e criticam actuação dos responsáveis do Santa Clara e do Benfica, que levaram à desistência da compra dos direitos desportivos de Guilherme Schettine.

O SC Braga anunciou ontem, através de comunicado publicado no seu site oficial, que desistiu da contratação do jogador Guilherme Schettine ao Santa Clara, apesar da “vontade do atleta em transferir-se para o SC Braga - conforme revelado à Comunicação Social pelo próprio - e o cumprimento, por parte desta SAD, das condições impostas pelo Santa Clara para a transferência do avançado brasileiro”.

Os bracarenses afirmam que acabaram por desistir do negócio, depois de várias situações que se verificaram com o mesmo, explicando: “Em inícios de Maio deste ano, o SC Braga manifestou interesse no jogador Guilherme Schettine, tendo procurado informar-se das condições para a sua contratação, através de um empresário que repre- sentou esta SAD nos contactos com o Sta. Clara. O SC Braga foi informado que a SAD açoriana aceitaria negociações pelo valor de três milhões de euros, omitindo que a cláusula de rescisão é de dois milhões”. O SC Braga afastou-se da negociação. “Após o fecho do campeonato, o SC Braga tomou conhecimento de que o Sta. Clara negociava o jogador com o Benfica por 1,5 milhões de euros.

O SC Braga foi informado pelos representantes do jogador que Schettine rejeitava a transferência para o Benfica. Nesse cenário, o SC Braga reiterou o seu interesse (...) de negociar o avançado pelos mesmos valores. A 31 de Julho, os empresários de Schettine contactaram o administrador do Sta. Clara, Diogo Boa Alma, confirmando as condições impostas para a negociação, independentemente do clube que apresentasse a proposta. Foram informados que seria aceite qual-quer proposta de 1,5 milhões de euros. Informado das condições, o SC Braga concordou e, nesse mesmo dia, formalizou uma proposta que satisfazia as pretensões do Sta. Clara. Tal proposta, enviada de forma oficial, não obteve resposta. A 1 de Agosto, o Sta. Clara contactou o jogador e os seus representantes para a marcação de uma reunião, no dia seguinte, em Lisboa, com o Benfica. Schettine e os empresários recusaram reunir. Perante a ausência de resposta do Sta. Clara à proposta do SC Braga, António Salvador contactou directamente Diogo Boa Alma, que afirmou que não negociaria com o SC Braga por ter compromisso pessoal para colocar o jogador no Benfica e temer represálias, remetendo para a cláusula de rescisão e faltando à palavra dada aos representantes do jogador”.

O Santa Clara respondeu a este comunicado afirmando que “não pode tolerar que se façam abordagens directas de dirigentes e treinadores a atletas profissionais de outras instituições com contrato de trabalho, algo que ocorreu com Schettine, obrigando o Sta. Clara a exigir o pagamento da cláusula de rescisão”.
Entretanto, fonte oficial do SC Braga afirmou que o “Sta. Clara respondeu a factos com insinuações”, considerando que a ideia é “criar uma cortina de fumo” e alegando ser “curioso” que não tenha refutado qualquer dos factos “relatados pelo SC Braga, o que só atesta da veracidade” dos factos apresentados.
O SC Braga reforça ainda a ideia de que “nunca abordou o jogador, antes foi abordado pelos seus representantes”, desafiando ainda o Santa Clara para que “concretize a ameaça e remata para a Liga e FPF, a fim de esclarecer este episódio”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.