Correio do Minho

Braga, terça-feira

Santa Casa de Cerveira duplica capacidade de jardim de infância
Alteração do Plano Diretor Municipal de Celorico de Basto em discussão pública

Santa Casa de Cerveira duplica capacidade de jardim de infância

CDS-PP pede continuidade da gestão privada e novo concurso para o Hospital de Braga

Alto Minho

2018-08-13 às 19h00

Redacção

A Misericórdia de Vila Nova de Cerveira duplica a capacidade do seu jardim de infância. A Câmara Municipal apoia projecto, que o edil Fernando Nogueira diz ser “um investimento”.

Com conclusão prevista a tempo do início do próximo ano lectivo, as obras de beneficiação e modernização de todo o espaço do Jardim de Infância da Santa Casa da Misericórdia de Vila Nova de Cerveira vão praticamente disponibilizar o dobro da capacidade de acolhimento, passando de 45 para 84 crianças. A Empreitada teve um investimento global superior a 250 mil euros, comparticipada pelo Fundo Rainha D. Leonor e pela Câmara Municipal.
Inaugurado em 1980, o Jardim de Infância da Santa Casa da Misericórdia de Vila Nova de Cerveira já há muito que precisava de requalificação profunda, devido aos graves e acumulativos problemas de infiltrações. A aprovação de 135 mil euros pelo Fundo Rainha D. Leonor, complementada pela celebração de um protocolo de colaboração financeira entre a Santa Casa e a autarquia cerveirense, tornou o sonho realidade.

O presidente da Câmara Municipal, Fernando Nogueira, e a vereadora da Educação, Aurora Viães, visitaram o espaço recentemente, acompanhados pelos membros da Mesa da Santa Casa local, comprovando que os trabalhos iniciados em Junho estão a decorrer a bom ritmo e que estarão terminados durante a primeira quinzena de Setembro. A prioridade é dar início ao novo ano lectivo sem problemas e num ambiente “totalmente funcional, seguro e acolhedor”.

De acordo com o provedor da Santa Casa cerveirense, a candidatura apresentada teve como intuito resolver um problema estrutural que provocava infiltrações e outras patologias, mas a entrada em vigor de uma nova legislação deu aso a um projecto mais amplo.
Satisfeito com o desenvolvimento dos trabalhos, com o cumprimento dos prazos e com o superar das expectativas, o presidente da Câmara Municipal sublinha que o apoio concedido “não é um donativo propriamente dito, é um investimento nos nossos jovens que se constituem com o principal activo do futuro”.

Fernando Nogueira afirma ainda que o facto do concelho ter um grande progresso industrial, “é fundamental disponibilizar uma ampla oferta para acolhimento dos bebés e das crianças, de forma a que os pais possam desenvolver as suas funções profissionais descansados, com a estabilidade emocional de que os filhos estão bem entregues, em segurança e num serviço de qualidade”. E acrescenta: “Estamos a investir indirectamente pois Cerveira não tem desemprego, temos é falta de mão de obra para as nossas empresas”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.