Correio do Minho

Braga, sexta-feira

Reitor escolhe Carlos Menezes para administrador da UMinho
Município investe na protecção dos recursos hídricos das zonas afectadas pelos incêndios

Reitor escolhe Carlos Menezes para administrador da UMinho

Fritempo premeia colaboradores que deixem de fumar

Ensino

2018-07-25 às 06h00

José Paulo Silva

Mudança no Conselho de Gestão da Universidade do Minho. Carlos Menezes sucede a José Fernandes no lugar de administrador.

Carlos Menezes, ex-director do Centro de Emprego de Braga, toma posse, nos próximos dias, como administrador da Universidade do Minho, sucedendo a José Manuel Machado Fernandes, que se demitiu por razões de carácter pessoal, após três anos e meio de exercício do cargo.
A nomeação de Carlos Menezes foi anunciada no início desta semana, em reunião extraordinária do Conselho Geral da Universidade do Minho destinada, entre outros pontos, a aprovar as contas consolidadas de 2017 da instituição.

O reitor Rui Vieira de Castro justificou a escolha de Carlos Menezes, professor auxiliar da Escola de Economia e Gestão, pelo seu perfil académico e profissional. “Tem vindo a fazer a sua carreira académica na área da gestão e contabilidade. Além disso, tem prática de gestão pública e tem o perfil adequado para responder às exigências difíceis que nos são colocadas em termos de gestão administrativa, financeira e patrimonial”, declarou o reitor aos membros do Conselho Geral.
José Manuel Machado Fernandes apresentou há cerca de um mês o seu pedido de demissão, tendo o reitor da Universidade do Minho elogiado o trabalho realizado nos últimos três anos e meio e, mais recentemente, quando a Universidade do Minho viveu “momentos conturbados, nomeadamente à conta das novas regras de contratação pública que nem sempre coabitam facilmente com as vontades justamente expressas da nossa comunidade de investigadores”.

Rui Vieira de Castro destacou que “nessas circunstâncias difíceis, o engenheiro José Fernandes foi capaz de encontrar os pontos de equilíbrio necessários entre as novas regras e condições criadas e as exigências colocadas pelo desenvolvimento normal da actividade científica”.
Na última reunião do Conselho Geral em que participou enquanto administrador da Universidade do ?Minho, José Manuel Machado Fernandes alertou a comunidade académica para a necessidade de prosseguir o objectivo da sustentabilidade financeira da instituição.

“A Universidade do Minho deve fazer um esforço para aumentar os saldos bancários”, avisou, porque “quanto mais confortável estiver em termos de tesouraria, menos susceptível estará perante as questões do financiamento para os assuntos da investigação científica”.
Carlos Menezes inicia funções no próximo mês de Agosto.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.