Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Rede Ibérica reclama modernização de corredor ferroviário Aveiro-Salamanca
Mural do Lar Residencial da Santa Casa de Vila Verde apela à inclusão social

Rede Ibérica reclama modernização de corredor ferroviário Aveiro-Salamanca

Milhares encheram a cidade para ver a Parada de Natal

Nacional

2018-06-14 às 06h00

Redacção

MODERNIZAÇÃO do corredor ferroviário Aveiro-Salamanca reclamada pela RIET. As preocupações da entidade transfronteiriça vão ser transmitidas ao ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques.

O presidente da Rede Ibérica de Entidades Transfronteiriças (RIET) vai pedir uma reunião ao Governo para exigir que a modernização do corredor ferroviário Aveiro-Salamanca (Espanha) seja “prioritária” na lista nacional a submeter a financiamento dos fundos Europa 2030.
“Foi com muita preocupação que verificámos que o corredor ferroviário entre Aveiro e Salamanca, que serve uma parte importante do país, de ligação das regiões norte e centro à vizinha Espanha, não está incluída nas prioridades do Governo”, afirmou, José Maria Costa, na qualidade de presidente da RIET,?no final de uma reunião da comissão directiva da que decorreu em Viana do Castelo, que serviu para preparar as propostas da próxima Cimeira Ibérica 2018. Esta entidade transfronteiriça, projecto nascido em 2009 e constituído por organizações municipais, empresariais e académicas próximas da fronteira de Espanha e Portugal, foi criada com para promover a cooperação transfronteiriça, o desenvolvimento socio-económico nos territórios fronteiriços e de se estabelecer como uma única comunidade de interesse perante os governos de Espanha, Portugal e da União Europeia.
O presidente da RIET disse ter sido “incumbido” de solicitar uma reunião ao ministro do Planeamento e das Infra-estruturas, para apresentar “as preocupações” da entidade transfronteiriça por não ver aquela intervenção classificada como prioritária.
“Queremos apresentar as nossas preocupações para que, no documento final a ser entregue à Comissão Europeia, a ligação ferroviária Aveiro- Salamanca seja considerada uma das acções principais a ser financiada pelos fundos comunitários Europa 2030”, referiu José Maria Costa, sustentando que a região entre Aveiro e Salamanca “há muita actividade económica associada a duas grandes fábricas da Peugeot/Citroen, uma em Mangualde e, outra, na vizinha Galiza”.
Este corredor ferroviário, articulado com linha entre Aveiro, Porto e Vigo serviria como eixo de toda esta ligação e de todas as empresas do ‘cluster' automóvel”, destacou, sublinhando que “as exportações das regiões norte e centro representam 60 % das exportações do país".
Segundo José Maria Costa, a reunião serviu ainda para preparar as propostas para a criação de um Plano de Mobilidade Transfronteiriça a apresentar à próxima Cimeira Ibérica 2018.
“Na reunião foram delineadas as propostas, que se dividem em cinco eixos estratégicos considerados vitais para a competitividade do território ibérico e do bem-estar dos seus cidadãos. Assim, destaca-se a criação de uma Unidade de Coordenação de Emergências, a articulação de mecanismos para a segurança marítima”, referiu.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.