Correio do Minho

Braga, terça-feira

Quinhentos tocadores de concertina abrem hoje as Feiras Novas de Ponte de Lima
Robot ‘Pharos’ promove envelhecimento activo e combate solidão

Quinhentos tocadores de concertina abrem hoje as Feiras Novas de Ponte de Lima

‘Passatempo Viajar pela Galiza’ atrai centenas de participantes

Alto Minho

2018-09-05 às 12h43

Redacção

Cortejos etnográfico e histórico, bem como a procissão solene, constituem os pontos altos do programa, que inclui ainda vários concertos e actuações de grupos tradicionais.

Mais de 500 tocadores de concertinas e cantadores ao desafio marcam hoje, o início das Feiras Novas, que se prolongam até ao dia 10 deste mês.
A abertura oficial das festas está agendada para hoje, às 22 horas, depois de uma arruada de concertinas entre a Alameda de S. João e o Largo de Camões. “Para além das largas dezenas de milhar de cantadores e tocadores que se inscrevem para participar nas rusgas, muitos outros músicos se juntam para tocarem, cantarem e dançarem, madrugada dentro. É a espontaneidade deste povo que faz das Feiras Novas umas festas diferentes de todas as outras. É essa espontaneidade que vamos dar às várias centenas de milhar de pessoas que participam na romaria. É essa a essência das Feiras Novas", explicou à Lusa o presidente da Câmara de Ponte Lima, Victor Mendes.
Amanhã, a animação está a cargo da Banda de Música de Estorãos, cuja actuação está marcada para as 22 horas, no Largo de Camões.

Na sexta-feira decorre uma noite de Fados de Coimbra, pelo Grupo Fado ao Centro, a partir das 21.30 horas, no Largo da Lapa. Meia hora depois, no Largo de Camões, actuam as bandas de música da Casa do Povo de Moreira do Lima e de Rio Mau (Penafiel). A noite encerra com a actuação de tunas no Largo de Camões e com os cantares ao desafio com Zé Cachadinha e seus Amigos, na Expolima.
No sábado há animação durante todo o dia, a começar pelo concurso pecuário e pela actuação do Grupo de Música Popular da Feitosa. As actuações e desfiles de grupos de Zés P’reiras e de bombos, e de música tradicional. As atenções voltam-se, a partir das 16 horas, para o Cortejo Etnográfico, que este ano conta com as presenças do ministro e secretário de Estado do Ambiente e do canoísta limiano, Fernando Pimenta.
As rusgas e concertinas regressam ao centro histórico pelas 22 horas.

No domingo, o ponto alto das festas é o cortejo histórico ‘Ponte de Lima: Fragmentos da História de uma Vila’, agendado para as 15.30 horas. Segue-se uma tourada, com os cavaleiros Tito Semedo, Filipe Gonçalves e Soraia Costa.
O festival Limiano de Folclore, sobe aos palcos A (Expolima) e e B (Largo da Lapa), a partir das 21.30 horas.
O último dia das Feiras Novas é preenchido com as actuações, durante a manhã, das bandas de S. Martinho da Gandra e da Casa do povo de Moreira do Lima, bem como pela Missa Solene em honra de Nossa Senhora das Dores, na Igreja Matriz.

A procissão solene percorre as ruas do centro histórico a partir das 16.30 horas.
As festas encerram com a verbena popular “Real Combo Lisbonense’, no Largo de Camões, a partir das 23 horas.
As Feiras Novas assinalam este ano 192 anos de existência.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.