Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Quase 340 mil euros para requalificar centro histórico de Caminha
Novo site de Amares potencia oferta turística

Quase 340 mil euros para requalificar centro histórico de Caminha

Equipas de Intervenção Permanente de Esposende em atividade há seis meses

Quase 340 mil euros para requalificar centro histórico de Caminha

Alto Minho

2019-11-13 às 12h44

Redacção Redacção

Centro histórico de Caminha está a ser requalificado. Primeira fase da intervenção aproxima-se da recta final, obrigando a nova postura de trânsito.

A primeira fase da intervenção no centro histórico de Caminha está bastante adiantada, daqui resultando, em breve, “um espaço harmonioso e devidamente infraestruturado, após obras de qualificação do espaço público e de renovação das diferentes redes, os dois grandes eixos de intervenção”, garantiu o presidente da Câmara Municipal de Caminha, Miguel Alves.
Esta primeira fase da obra global, orçada em cerca de 340 mil euros, vai obrigar à alteração à postura de trânsito no centro histórico de Caminha, já aprovada pelo executivo e que agora será submetida à apreciação e votação da Assembleia Municipal.

“O espaço ganhará coerência, serão mantidos e ordenados lugares de estacionamento na rua de S. João e retirados todos os lugares de estacionamento no Terreiro, permitindo uma linha de continuidade arquitectónica que beneficia o património”, explicou o presidente.
Esta primeira fase da obra global, orçada em cerca de 340 mil euros, vai obrigar à alteração à postura de trânsito no centro histórico de Caminha, já aprovada pelo executivo e que agora será submetida à apreciação e votação da Assembleia Municipal.

A câmara “agarrou em boa hora a grande oportunidade” de intervir no centro histórico de Caminha, no âmbito do programa Norte 2020, apresentando a fazendo aprovar a respectiva candidatura. Seguiu-se todo o trabalho técnico, a discussão e a formalização da obra, que agora avança no terreno, dividida em duas grandes fases.
O próximo passo, já no próximo ano, será a requalificação da rua S. João e da Praça Conselheiro Silva Torres. Esta é uma obra que exige ainda um volume de investimento superior a 600 mil euros e que dará um novo rosto à ‘sala de visitas’ da vila de Caminha.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.