Correio do Minho

Braga,

- +
Quase 340 mil euros para requalificar centro histórico de Caminha
Reviravolta no marcador com o carimbo de Paulinho

Quase 340 mil euros para requalificar centro histórico de Caminha

Associação de Moradores das Lameiras quer deixar ‘Marc@as’ na comunidade

Quase 340 mil euros para requalificar centro histórico de Caminha

Alto Minho

2019-11-13 às 12h44

Redacção Redacção

Centro histórico de Caminha está a ser requalificado. Primeira fase da intervenção aproxima-se da recta final, obrigando a nova postura de trânsito.

A primeira fase da intervenção no centro histórico de Caminha está bastante adiantada, daqui resultando, em breve, “um espaço harmonioso e devidamente infraestruturado, após obras de qualificação do espaço público e de renovação das diferentes redes, os dois grandes eixos de intervenção”, garantiu o presidente da Câmara Municipal de Caminha, Miguel Alves.
Esta primeira fase da obra global, orçada em cerca de 340 mil euros, vai obrigar à alteração à postura de trânsito no centro histórico de Caminha, já aprovada pelo executivo e que agora será submetida à apreciação e votação da Assembleia Municipal.

“O espaço ganhará coerência, serão mantidos e ordenados lugares de estacionamento na rua de S. João e retirados todos os lugares de estacionamento no Terreiro, permitindo uma linha de continuidade arquitectónica que beneficia o património”, explicou o presidente.
Esta primeira fase da obra global, orçada em cerca de 340 mil euros, vai obrigar à alteração à postura de trânsito no centro histórico de Caminha, já aprovada pelo executivo e que agora será submetida à apreciação e votação da Assembleia Municipal.

A câmara “agarrou em boa hora a grande oportunidade” de intervir no centro histórico de Caminha, no âmbito do programa Norte 2020, apresentando a fazendo aprovar a respectiva candidatura. Seguiu-se todo o trabalho técnico, a discussão e a formalização da obra, que agora avança no terreno, dividida em duas grandes fases.
O próximo passo, já no próximo ano, será a requalificação da rua S. João e da Praça Conselheiro Silva Torres. Esta é uma obra que exige ainda um volume de investimento superior a 600 mil euros e que dará um novo rosto à ‘sala de visitas’ da vila de Caminha.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.