Correio do Minho

Braga,

- +
Preservação e beleza do centro histórico de Braga deixa turistas encantados
Há cada vez mais acções de prevenção e isso está a “inverter o paradigma”

Preservação e beleza do centro histórico de Braga deixa turistas encantados

“O Gil terá de ser uma equipa sem medo” na Luz

Preservação e beleza do centro histórico de Braga deixa turistas encantados

Braga

2019-08-21 às 08h00

Miguel Viana Miguel Viana

Bom estado de conservação dos edifícios e do espaço público tem sido notado por vários turistas que visitam a cidade de Braga nesta altura do ano. Viajando em família ou em grupo, os visitantes mostraram-se agradados com a beleza das ruas do centro.

A preservação do centro histórico de Braga foi notado com agrado, ontem de manhã, pelas dezenas de turistas, de várias nacionalidades, que passavam pela zona da Arcada e Rua do Souto.
Vindo da Rússia com a família, Dimitry Noyedev tinha acabado de chegar a Braga (tinha pernoitado no Porto) e não resistiu a tirar uma foto junto ao Chafariz.
“É a primeira vez que vimos a Braga, mas parece-me uma cidade muito bonita. Infelizmente só temos um dia para visitar a cidade. Este local (Arcada) era um dos locais que queríamos visitar porque já vimos muitas fotos daqui na internet”, reveleou Dimitry Noyedev, acrescentando que nestas férias já passaram por Lisboa, Óbidos, Fátima e Porto.
Integrado no mesmo grupo turístico, e também vindo da Rússia, Raman Raliev, confessou também que “esta é a minha primeira vez em Braga. Andamos no autocarro turístico e a cidade pareceu-me muito bonita. Tem muitos monumentos e muito bem conservados”, afirmou Raman Raliev.
O facto da capital do Minho integrar “um pacote turístico muito atractivo, com locais muito antigos para visitar, com muralhas medievais”, foram os principais motivos qie levaram Raman Raliev a visitar Braga. “É uma cultura muito diferente daquela que temos na Rússia”, justificou o turista, que viajou integrado num grupo de cerca de 50 compatriotas.
Proveniente de Lleida, na Catalunha (Espanha), Rámon Ametia deslocou-se a Braga com a familia (esposa e filha) com a finalidade de conhecer “uma das cidades mais antigas da Península Ibérica”.
Durante o passeio pelo centro da cidade, a família de espanhóis ficou particularmente encantada com o centro histórico e a Sé Catedral. “Já tinhamos ouvido falar de Braga e as guias turísticas indicaram Braga, nos ‘blogues’ de viagens, como uma viagem obrigatória. Acabamos de ver a Sé Catedral, que é fabulosa, e agora vamos subir ao Bom Jesus. O casco antigo (centro histórico) é muito bonito”, considerou Ramon Ametia.
O turista espanhol confessou que, tanto ele como a família, gostam muito “das bonitas ruas do centro histórico de Braga”.
Giovanni Salvatori, de nacionalidade italiana, mas com ascendência brasileira (“A minha bisavó era brasileira”) frisou que já há muito tempo queria conhecer Braga, até porque “uns amigos meus estiveram cá há uns anos e gostaram muito disto. Especialmente da comida e do vinho. Este ano tive a oportunidade de vir cá e aproveitei”. O turista disse ter gostado muito de visitar o centro da cidade. “Tem recantos muito bonitos, Quando passeamos pelas ruas do centro histórico, parece que estamos noutro século. Está muito bem conservado e tem muita gente”, disse Giovanni Salvatore.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.