Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Município de Braga emite parecer desfavorável à prospecção de lítio
Distinção junta SC Braga e Vitória SC na Gala do Desporto da UMinho

Município de Braga emite parecer desfavorável à prospecção de lítio

SC Braga: “Prontos para fazer um grande jogo”

Município de Braga emite parecer desfavorável à prospecção de lítio

Braga

2019-08-22 às 18h23

Redacção Redacção

Posição engloba ainda outros minerais metálicos associados

O Município de Braga emitiu um parecer desfavorável à prospecção de lítio e outros minerais metálicos associados na área do Concelho. Na resposta ao pedido de atribuição de direitos de prospecção e pesquisa de depósitos minerais solicitado pela empresa australiana ‘Fortescue Metals Group Exploration’, a Autarquia considera que a exploração em causa não vai respeitar os princípios do desenvolvimento sustentável, de modo integrado, nas vertentes económica, social, urbanística, cultural, patrimonial, paisagística e ambiental.
Segundo o Município, o polígono de prospecção e pesquisa de depósitos minerais “não deve localizar-se no Concelho de Braga e, muito menos, sobrepor-se a espaços urbanos de dimensão relevante que vão desde o Centro Histórico da Cidade até aos aglomerados com menor densidade que irradiam do centro e configuram uma ocupação urbana dispersa que cobre todo o concelho”.
“Braga atingiu um estatuto de aglomeração urbana, com potencial para se transformar na terceira área metropolitana de Portugal, que não se compadece com a localização da actividade de exploração dos recursos minerais em causa, sob pena de se estar a prejudicar a qualidade de vida dos cidadãos e a capacidade de atracção da Cidade em termos sociais, empresariais, turísticos, paisagísticos e ambientais”, lê-se no parecer enviado à Direcção geral de Energia e Geologia.
A par dos espaços urbanos e da estrutura ecológica municipal, o polígino de prospecção e pesquisa proposto “sobrepõe-se a áreas muito relevantes de outros recursos naturais, tais como, agrícolas, reserva agrícola nacional, florestais, agroflorestais, hídricos (rio Cávado e rio Torto), reserva ecológica nacional, mas também, áreas de protecção patrimonial de património classificado e inventariado e áreas com potencial turístico muito relevante”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.