Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Município apela à mudança de hábitos para uma cidade com mais qualidade de vida
Agrupamento comemora 200 anos de D. Maria II

Município apela à mudança de hábitos para uma cidade com mais qualidade de vida

Oriz S. Miguel reviveu desfolhada, malhada e broa de milho tradicional

Município apela à mudança de hábitos  para uma cidade com mais qualidade de vida

Braga

2019-09-14 às 12h00

Marta Amaral Caldeira Marta Amaral Caldeira

Miguel Bandeira, vereador do Urbanismo e da Mobilidade da Câmara Municipal de Braga, participou, ontem, na conferência ‘Visões do Futuro’ da DECO PROTESTE, onde defendeu a estratégia municipal para uma cidade mais limpa e com mais qualidade.

É com os olhos postos na “melhoria da qualidade de vida” da cidade de Braga, que o vereador Miguel Bandeira, vereador da Mobilidade da autarquia bracarense, aponta para a “mudança de comportamentos” dos cidadãos em termos de mobilidade, com menos uso do automóvel e maior respeito pelas regras de trânsito . O apelo voltou a ser deixado, ontem, no seminário ‘Visões do Futuro’, promovido pela DECO PROTESTE e pelo Município de Braga.
Miguel Bandeira apontou para as “entropias graves” que Braga vive ao nível da mobilidade, que só é possível “melhorar” com a alteração de hábitos dos seus habitantes. “Temos mesmo que dar o salto e mudar a nossa forma de mobilidade alterando os nossos estilos de vida, prescindindo mais do automóvel, andando mais a pé nas nossas deslocações diárias ou utilizando mais os transportes públicos e os meios de mobilidade mais ‘leves’ e mais sustentáveis, que vão contribuir um melhor ambiente da cidade e consequentemente para uma melhoria da saúde das pessoas”, asseverou.
A Semana da Mobilidade que o Município de Braga promove anualmente, e que este ano vai ter lugar entre os próximos dias 16 e 22, é destacada por Miguel Bandeira como uma importante via de “sensibilização” dos cidadãos, sobretudo junto dos jovens e do público escolar, mas “não chega”. O vereador indica, no entanto, que a mudança “está em curso”.
Apontando para os vários projectos que estão já a ser implementados na cidade com o objectivo de melhorar a mobilidade, Miguel Bandeira diz que há muitos outros projectos que ainda não viram a ‘luz do dia’ devido à “falta de recursos” e “demora nos processos de contratação” - como é o caso das ciclovias. “Era nosso objectivo estarmos mais avançados a nível de ciclovias, mas que pretendemos ir implementando no terreno à medida que formos obtendo recursos”, garantiu, advertindo, todavia, de que não serão as ciclovias a resolver os problemas de circulação dentro de Braga. “É preciso uma maior consciencialização da coexistência que tem que existir entre os diferentes meios de transporte”, afirmou, apelando a este nível também a necessidade de um maior respeito pelas regras de trânsito e pelos limites de velocidade.
O vereador Miguel Bandeira indica que o Município de Braga está, inclusivamente, a tomar algumas medidas como contra-ordenações para “refrear” alguns comportamentos de condução dentro da faixa urbana como é o caso do excesso de velocidade.
Os radares que limitam a velocidade serão colocados em mais zonas da cidade e terão tecnologia associada para detectar as infracções de modo “a evitar o inadmissível excesso de velocidade recorrente dentro do espaço urbano”, algo que o vereador considera ser, de facto, um “problema de comportamento”, que a seu ver deve ser alterado por parte dos cidadãos.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.