Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Ministro da Educação recorda de forma emotiva tempos de estudante na Carlos Amarante
Criminalidade violenta desceu no distrito de Viana do Castelo

Ministro da Educação recorda de forma emotiva tempos de estudante na Carlos Amarante

Revista ‘Manifesto’ pretende ser espaço de debate e reflexão

As Nossas Escolas

2018-05-19 às 06h00

Paula Maia

Tiago Brandão Rodrigues, ministro da Educação, associou-se ontem às comemorações do 60 anos do edifício da Escola Secundária Carlos Amarante, estabelecimento onde frequentou o ensino secundário, de 1992 a 1995.

Hoje é um dia especial para o Tiago que estudou aqui. Foi de uma forma emotiva que o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, recordou o seu tempo de estudante da Escola Secundária Carlos Amarante, associando-se às comemorações dos 60 anos do edifício escolar.
E foi especialmente na qualidade de antigo estudante desta escola bracarense que o ministro efectuou esta visita, uma oportunidade para rever muitas das figuras que fizeram parte da sua família, nomeadamente antigos professores, funcionários e até colegas de turma que fizerem questão de acompanhar nesta viagem ao passado. Tive oportunidade de entrar na sala do meu tempo, com os colegas do meu tempo, ver professores e funcionários do meu tempo, afirmou o dirigente à plateia composta por muitas figuras que o ministro não via há vinte anos.

Natural de Paredes de Coura, Tiago Brandão Rodrigues confidenciou que veio para Braga com apenas 15 anos para frequentar o ensino secundário na Escola Carlos Amarante, onde encontrou uma família especial.
Foi aqui que vivi a minha adolescência, contou o ministro que, já na parte final do seu discurso, não conseguiu conter as lágrimas. Esta escola deixou-me marcas indeléveis na continuidade do meu percurso académico, mas também na minha formação cidadã. Transformei-me em jovem adulto nesta escola. Encontrei aqui um amparo, não só académico, mas também social para alguém que vinha deslocado e estava sozinho na cidade e aqui encontrou uma extensão da sua família, afirmou.

Ministro da Educação desde 2015, Tiago Brandão Rodrigues sublinhou que efectuou, no exercício do cargo, centenas de visitas a escolas, mas nenhuma foi tão emotiva como esta. Aliás, o ministro recorreu por várias vezes à palavra emoção para caracterizar esta visita que começou logo ao início da manhã e se prolongou para a tarde. Tempo para este ex-aluno recordar pessoas e espaços. Embora tivesse encontrado uma escola totalmente renovada, fruto de uma intervenção profunda por parte da Parque Escolar, o dirigente afirma que ainda se notam as impressões digitais do grande projecto que era esta escola.
Em termos pedagógicos, o ministro da Educação frisa que a secundária Carlos Amarante continua a ser uma mais-valia para o sistema educativo, sendo detentora de um projecto pedagógico muito emblemático e enriquecedor, continuando a ser a escolha de muitos alunos, não só deste mas de outros territórios de todo o Minho e até de Trás-os-Montes.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.