Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Licenciatura em Protecção Civil abre com 30 vagas na UMinho
Rio Minho ‘afina’ estratégia no fórum para ganhar voz na Europa em 2030

Licenciatura em Protecção Civil abre com 30 vagas na UMinho

‘Estendal dos direitos’ patente no edifício da ação social do Município

Ensino

2018-07-19 às 07h53

Redacção

Licenciatura pioneira em Protecção Civil abre na UMinho com 30 vagas. É a primeira licenciatura no ensino universitário público em Portugal continental e junta o ICS e a Escola de Engenharia.

A Licenciatura em Protecção Civil e Gestão do Território da Universidade do Minho arrancará em Setembro de 2018, tratando-se da primeira licenciatura na área da Protecção Civil e Gestão do Território a funcionar no ensino universitário público de Portugal continental. Assume-se como um projecto ímpar, que combina componentes técnicas e de investigação no processo de ensino-aprendizagem, de modo responder às necessidades urgentes de formação de profissionais dotados de um conhecimento sólido e de uma visão global sobre a Protecção Civil e o ordenamento do território.

Com uma vertente multidisciplinar forte — a licenciatura emerge da estreita colaboração entre a Geografia e a Engenharia Civil, mas conta com uma ampla participação de outras áreas científicas como as Ciências da Comunicação, a Sociologia, as Ciências do Ambiente, o Direito, o Cibercrime, a Educação, a Enfermagem e a Psicologia —, a formação de três anos aposta num reforço da componente prática, relacionada com as tecnologias de informação geográfica, e no desenvolvimento de projectos de protecção civil com incidência territorial, fornecendo ferramentas essenciais ao planeamento e gestão em situações de crise ou emergência.

Reunindo alguns dos mais importantes especialistas do panorama nacional na área, esta licenciatura nasce no Depar- tamento de Geografia do Instituto de Ciências Sociais. António Bento Gonçalves, um dos mentores do projecto e director da primeira edição do curso, explica que o projecto resulta “da vasta experiência obtida através da investigação desenvolvida há mais de duas décadas pelos docentes da UMinho, no âmbito da gestão do território e dos riscos naturais, intimamente relacionada com a protecção civil, e da necessidade identificada de formação superior em protecção civil e gestão do território, fundamental para a capacitação de profissionais para actuarem nestes domínios”.

A especial relevância da formação superior na área da Protecção Civil e da Gestão do Território está na base da preparação deste projecto. Esta relevância estava há muito diagnosticada, ainda que os fatídicos incêndios de 2017 tenham alterado a percepção pública dos riscos, sendo hoje mais profusamente reconhecido que os eventos ‘extremos’ serão cada vez mais eventos ‘normais’.
Helena Sousa, presidente do Instituto de Ciências Sociais (ICS) da Universidade do Minho, sublinha que “o país precisa urgentemente de capacitar quadros superiores, técnicos, agentes e operacionais com os conhecimentos e metodologias necessárias para uma intervenção nas áreas da Protecção Civil e dos riscos. O aumento de situações de catástrofe ambiental e tecnológica exige efectivamente a preparação de quadros altamente capacitados, garantindo a profissionalização da prevenção e da resposta aos riscos e catástrofes”.

Os licenciados em Protecção Civil e Gestão do Território ficarão habilitados a desenvolver a sua actividade profissional como Técnicos e Decisores da Administração Pública (nomeadamente da Autoridade Nacional de Protecção Civil e demais serviços centrais ligados, directa ou indirectamente, à Protecção Civil), Comandos Distritais de Operações de Socorro, Serviços Municipais de Protecção Civil, chefias dos Corpos de Bombeiros, Autoridade Marítima e Autoridade Aeronáutica, Forças de Segurança e Forças Armadas, Serviços de Saúde, INEM e Cruz Vermelha, Departamentos de Segurança e/ou de Protecção Civil de empresas privadas, Centros de Prevenção e Segurança em pólos industriais ou Técnicos de empresas de consultadoria e prestação de serviços, entre outros.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.