Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Ivo Vieira diz que Moreirense não se vai “encolher no dragão”
Breakfast de Cooperação Empresarial abordou a internacionalização

Ivo Vieira diz que Moreirense não se vai “encolher no dragão”

Comunidades de Famalicão vão gerar e gerir agenda com o apoio do município

Desporto

2018-09-02 às 06h00

Redacção

Duelo em casa do campeão nacional é encarado como extremamente difícil para os cónegos que, no entanto, prometem fazer a vida negra ao FC Porto, em busca de um bom resultado.

Ivo Vieira garantiu ontem que a sua equipa não se vai apresentar “encolhida” na visita ao FC Porto, que espera “agressivo”, hoje, pelas 20.30 horas em jogo da quarta jornada da I Liga.

“É difícil, mas não passa pela nossa cabeça, muito menos pela minha, estar a defender e a retardar resultados ou a jogar com a equipa encolhida. E também não vou jogar ao ataque só para agra-dar. Vou jogar assim porque é um futebol em que acredito e os jogadores crescem neste tipo de jogos e a curto prazo podemos vir a tirar dividendos disso”, disse o treinador do Moreirense.

Os cónegos visitam o recinto azul e branco uma semana depois dos portistas terem perdido em casa frente ao Vitória de Guimarães (3-2), mas o treinador dos minhotos frisou, em conferência de imprensa de antevisão à partida, que “todos os jogos são diferentes”. “Independentemente de o FC Porto ter escorregado ou não, será sempre uma tarefa difícil, num campo difícil. Em circunstâncias normais, jogar em casa de um grande e que luta pelo objectivo de ser campeão é uma tarefa extremamente difícil. Mas nós acreditamos que podemos fazer um bom jogo”, disse o técnico.

Ivo Vieira admitiu “um sentimento de libertação” em relação à partida, ainda que o Moreirense tenha “responsabilidades e sinta pressão”, mas admitiu ter pedido aos jogadores que abordem o encontro “com alegria”, sem se esquecerem de “tentar ganhar”. “Sabemos que é um jogo em que provavelmente não vamos ter muito mais bola do que o FC Porto, que é uma equipa mais forte. Não podemos fugir à realidade. Há diferença de orçamentos, de dimensão e de objectivos, mas a nossa equipa pode crescer se encarar o jogo de forma alegre e a lutar para conquistar pontos no Dragão”, referiu.

O treinador dos vimaranenses quer jogar “o mais longe possível” da sua baliza porque, referiu, “quem quer ganhar tem de estar perto da baliza do adversário”, neste caso um FC Porto que adivinha “agressivo, a querer chegar primeiro e a querer marcar cedo”.

Sobre o fecho de mercado, Ivo Vieira disse estar satisfeito com o plantel do Moreirense, um grupo “equilibrado” que lhe “dá garantias para atacar o objectivo que é fazer um campeonato tranquilo”, concluiu.
O Moreirense, 11.º com quatro pontos, visita hoje o FC Porto, quinto com seis pontos, a partir das 20:30, em jogo da quarta jornada da I Liga.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.