Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Hospital Nossa Senhora da Oliveira promove as primeiras Jornadas da Qualidade na Saúde
Alunos do Sá de Miranda programa robots em Bucareste

Hospital Nossa Senhora da Oliveira promove as primeiras Jornadas da Qualidade na Saúde

Município distinguido com 1º prémio nacional IPIC 2019 atribuído pela UM e AMA

Hospital Nossa Senhora da Oliveira promove as primeiras Jornadas da Qualidade na Saúde

Vale do Ave

2019-11-15 às 20h20

Redacção Redacção

A Sessão de Abertura contou com a presença de Domingos Bragança, Presidente da Câmara Municipal de Guimarães.

No final da manhã desta sexta-feira, 15 de novembro, teve lugar a Sessão de Abertura das Primeiras Jornadas da Qualidade do Hospital Senhora da Oliveira de Guimarães, subordinadas ao tema “Uma Visão sobre a Qualidade na Saúde”, que reuniu vários especialistas e responsáveis de organismos ligados à saúde em Portugal.
Na sua intervenção, Domingos Bragança, Presidente da Câmara, realçou a importância da saúde no seu sentido mais lato, e que se cruza com as várias atividades em comunidade. A importância de uma educação aberta que forneça os instrumentos cognitivos fundamentais para uma literacia em saúde foi também um dos pontos que Domingos Bragança evidenciou, a par da Cultura, do Desporto e do Conhecimento. Na conceção do Presidente da Câmara, uma vida de bem-estar implica saber cuidar da mente e do espírito, bem como estar atento para a necessidade de recorrer a cuidados médicos quando necessário. Para tal, é preciso que os cidadãos estejam esclarecidos e munidos do conhecimento necessário, motivo pelo qual a sua visão é sistémica.
Para Domingos Bragança, a qualidade dos serviços prestados pelo pessoal técnico do Hospital Nossa Senhora da Oliveira é fundamental, o que requer condições de trabalho que valorizem e motivem os profissionais que aí trabalham, dedicadamente, todos os dias. “A Câmara Municipal não prescinde de integrar o conjunto de organismos que estão presentes nas soluções a adotar para a melhoria da qualidade da prestação dos serviços de saúde”, frisou. Exemplos desse comprometimento e atenção que a autarquia presta ao Hospital Nossa Senhora da Oliveira são os contributos da Câmara Municipal para a construção da Unidade de Diagnóstico e Intervenção Cardiovascular (UDIC), e as obras de requalificação do serviço de urgência, que ampliarão e dotarão o espaço de melhores condições de atendimento aos utentes, e cujo esforço municipal representa um terço dos 3,2 milhões de euros do custo total.
O Presidente da Câmara manifestou ainda a vontade de ver concretizar-se uma cooperação científica estreita entre a Universidade do Minho e o Hospital Nossa Senhora da Oliveira. Um cruzamento de saberes que, segundo Domingos Bragança, “é muito importante para o desenvolvimento e para a valorização do conhecimento na área da saúde”.
Henrique Capelas, Presidente do Conselho de Administração do HNSOG, destacou a qualidade que preside, diariamente, à atividade dos profissionais do hospital, dando destaque à importância dos processos de organização e de acreditação para a estandardização dos processos. “A qualidade vive-se no dia a dia e não se obtém por acaso. Na saúde não podemos cometer erros”, concluiu.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.