Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Guimarães na Assembleia Geral da UCCLA
Famalicão relança campanha de recolha de manuais escolares usados

Guimarães na Assembleia Geral da UCCLA

Mulheres de Lamas ergueram festas de Santo António em tempo recorde

Nacional

2018-05-07 às 14h10

Redacção

Guimarães reforça cooperação com as cidades dos países lusófonos. A vice-presidente da Câmara Municipal destacou a história de Guimarães no espaço lusófono durante a Assembleia-Geral da União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA).

A cooperação entre Guimarães e as cidades dos países lusófonos saiu reforçada no decorrer da Assembleia Geral da União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA), que decorreu esta sexta-feira, 4 de Maio, em Cascais.
 
Guimarães é membro efetivo e de pleno direito na principal rede de cidades Lusófonas, desde 1990, e nesta reunião a vice-presidente da autarquia vimaranense, Adelina Pinto, reafirmou a "importância de Guimarães como berço não só da nacionalidade portuguesa, mas também deste espaço Lusófono, com referência a Afonso Henriques, primeiro Rei de Portugal, no qual a sua determinação e coragem fazem com que estejamos todos sentados à mesma mesa a falar português", salientou. 
 
A Lusofonia é representada por nove países, representados nos cinco Continentes. O Português é a quarta língua mais falada no Mundo e é a segunda língua mais falada no hemisfério sul, sendo que apenas quatro línguas dominam dois terços do planeta. O português é ainda a quinta língua com mais presença na internet e a segunda língua estrangeira mais usada no Twitter, em Nova Iorque.
 
Os países Lusófonos têm um PIB conjunto superior a 3 biliões de dólares, o sexto maior do mundo, representado por 250 milhões de pessoas e 22 milhões de km2. Este território Lusófono tem Portos em três Oceanos e é o segundo espaço do mundo com mais aeroportos.
 
O espaço Lusófono é também um espaço de afirmação onde grandes potências são referências mundiais, como São Paulo na América, sendo a cidade com maior PIB no hemisfério Sul, Luanda em África e Lisboa na Europa. 
 
Nota de destaque para a participação do Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, nesta Assembleia Geral da UCLLA.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.