Correio do Minho

Braga, sábado

Frota automóvel municipal de Viana do Castelo vai ser 100% eléctrica
Borges e dez jogadores rescindiram contrato com Palmeiras FC

Frota automóvel municipal de Viana do Castelo vai ser 100% eléctrica

Ministro do Planeamento e das Infraestruturas inaugurou Pavilhão Desportivo de Fragoso

Alto Minho

2018-09-19 às 12h39

Redacção

Câmara de Viana do Castelo vai renovar frota automóvel municipal que passará a ser totalmente eléctrica. Esta semana chegam mais cinco carros.

A Câmara de Viana do Castelo vai renovar, até ao final do actual mandato, toda a frota automóvel municipal, substituindo-a por veículos eléctricos. Cinco automóveis chegam esta semana, juntando-se aos sete já existentes.
José Maria Costa, que falava durante a apresentação pública da Estratégia Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas, documento que integra 30 medidas, disse que a substituição da frota automóvel será um “contributo importante” do município “para a sustentabilidade ambiental e para uma efectiva redução de emissão de gases de carbono”.
O autarca socialista informou ainda que o concelho foi “seleccionado”, pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, para integrar o projecto europeu Bridging European and Local Climate Action (BEACON) juntamente com 33 municípios da Bulgária, República Checa, Alemanha, Grécia, Polónia, Portugal e Roménia.

José Maria Costa explicou que o projecto vai proporcionar “a partilha de experiências e recolha de ensinamentos e boas práticas dos países envolvidos”.
A Estratégia Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas, apresentada , começou a ser delineada em 2015, e inclui as “grandes preocupações” do município no que diz respeito “ao território, infra-estruturas, protecção e erosão costeira e as florestais”, entre outras.
José Maria Costa destacou que “a colaboração e a participação pública” na elaboração do documento, referindo que “nada se faz nada por decreto”.
“É vontade firme do município de Viana do Castelo constituir um verdadeiro processo de planeamento e intervenção para estarmos alinhados com o Governo e as instituições internacionais para as alterações climáticas”, sustentou.

Presente na apresentação, o secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes, referiu que Viana do Castelo é um dos municípios que mais cedo começou a preocupar-se com as questões ambientais, indicando que a autarquia vianense começou mais de uma década a trabalhar esta área.
Na sessão, o presidente da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), Nuno Lacasta, indicou que, actualmente, cerca de 60 municípios do país têm ou estão em vias de ter estratégias de adaptação às alterações climáticas, ao abrigo do programa Programa Adapt, iniciado em 2010.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.