Correio do Minho

Braga, sábado

Folclore e noites musicais animam a cidade de Braga nos meses de Verão
Comité Olímpico Português distingue Sameiro Araújo e Fernando Pimenta

Folclore e noites musicais animam a cidade de Braga nos meses de Verão

Comunidades vão criar e gerir agenda com o apoio do município de Famalicão

Braga

2018-07-17 às 06h00

Marlene Cerqueira

Três iniciativas vão animar a cidade nos meses de Verão: XX Festival Internacional de Folclore de Braga, Tardes de Domingo (no Parque da Ponte) e Noites Musicais na Arcada.

XX Festival Internacional de Folclore, Tardes de Domingo e Noites Musicais da Arcada são as três iniciativas que o Município de Braga, através do pelouro da Cultura, vai dinamizar ao longo das próximas semanas e que prometem animação constante no centro da cidade.
A cumprir o 20.º aniversário, o Festival Internacional de Folclore de Braga conta nesta edição com a colaboração do Grupo Folclórico da Universidade do Minho (GFUM) na organização, que está a comemorar este ano o seu 25.º aniversário.

Lídia Dias, vereadora da cultura, divulgou ontem o cartaz deste festival que decorre já de 20 a 22 de Julho, contando com a participação de quatro grupos do concelho, um grupo madeirense e sete estrangeiros.
O evento abre na sexta-feira, pelas 16 horas, com o já tradicional desfile etnográfico que percorrerá o centro da cidade, desde o Arco da Porta Nova até à Avenida Central.
É precisamente na Avenida Central que vão decorrer as actuações em palco, nas noites de sexta e sábado, a partir das 21.45 horas, e domingo, às 17 horas.
Os grupos estrangeiros vêm do Chile (Ballet Folclorico Municipal Rancagua), India (Utkarsh Dance Academy LLP), Perú (Taller de Danzas Folkloricas ‘Todas las Sangres’), Turquia (‘Embers of Anatola’ Anadolu University Folklore Research center), Sérvia (Kud Pkb Korporacije), Espanha (Coros y Danzas Santomera - Múrcia) e Eslovénia (Folk Dance Group Tine Rozank).

O concelho estará representado pelo GFUM, o Grupo Folclórico Dr. Gonçalo Sampaio, Associação Cultural e Festiva ‘Os Sinos da Sé’ e Rusga de São Vicente de Braga - Grupo Etnográfico do Baixo Minho.
Da Madeira vem o Grupo Folclore de Ponte do Sol.
“De realçar que no domingo o programa do festival contempla uma mostra de artes e ofícios do Baixo Minho, no largo em frente à Basílica dos Congregados”, realçou Lídia Dias, referindo ainda que o festival conta com o apoio do Pingo Doce e da Casa da Gaia.

Ainda na senda do folclore, em Agosto estão de regresso as ‘Tardes de Domingo’, novamente no Parque da Ponte, onde haverá “terreiro” para os amantes do folclore terem oportunidade para dançar e à sombra.
São nove os grupos do concelho que participam nesta iniciativa. “São todos do concelho e apresentam-se mediante a sua disponibilidade e em regime de rotatividade”, explicou a vereadora.
Assim, na tarde de 5 de Agosto vão actuar o GFUM, o Rancho Folclórico de Cabreiros e o Rancho Folclórico Santa Maria de Adaúfe.
No dia 12, o palco é para o Grupo Folclórico Divino Salvador de Tebosa e para o Grupo Folclórico Hélios de Figueiredo.
A 19 actuam o Rancho Folclórico Santa Cecília de Vilaça e o Rancho Folclórico de Este S. Mamede.
As ‘Tardes de Domingo’ encerram com o Rancho Folclórico do CATEL - Cunha e o Grupo Folclórico Dr. Gonçalo Sampaio.

Mas nem só de folclore se faz a animação de Verão preparada pelo pelouro da Cultura. Nos fins-de-semana de Agosto há concertos ao vivo, na Avenida Central, que convidam bracarenses e turistas a usufruir do centro histórico. É a iniciativa Noites Musicais na Arcada que arranca a 10 de Agosto, às 21.30 horas, com a Gala de Fado dinamizada pela Fado com Arte.
No dia 11, também às 21.30 horas, é a vez de Sérgio Mirra se apresentar com um espectáculo que será particularmente apreciado pelos amantes da boa música tradicional portuguesa.
De 16 a 18 de Agosto o programa traz a Braga sons do Brasil. No dia 16 actua o Edú MirandaTrio. No dia 17 o palco é de Fred Martins e Luca Argel. Já dia 18 é a vez do Trio Pagú.
A 24 é o cavaquinho que está em destaque com os Palankalama, às 21.30 horas, e Daniel Pereira Cristo, que actua uma hora depois. A 25 há novamente Fado, pela ACOFA.
As Noites Musicais na Arcada terminam em grande, com a actuação da Banda de Cabreiros, que está a comemorar 175 anos.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.