Correio do Minho

Braga, sábado

Festival Música d’Ponte é nova proposta cultural bracarense
Twine Wine & Tapas aposta na simbiose perfeita entre vinho e a gastronomia

Festival Música d’Ponte é nova proposta cultural bracarense

Pavilhão Multifuncional será construído em na Escola de Igreja de Sande S. Martinho

Braga

2018-09-04 às 10h16

Redacção

No sábado e no domingo realiza-se o I Festival de Música d’Ponte, uma nova proposta musical do Município de Braga que convida os bracarenses, e não só, a desfrutar do Parque de São João da Ponte.

O Parque da Ponte acolhe, nos dias 8 e 9 de Setembro, a primeira edição do Festival Música d’Ponte, uma nova proposta cultural da Câmara Municipal de Braga que pretende estabelecer pontes entre diferentes culturas e estilos musicais.
No Parque da Ponte, o público poderá usufruir de um vasto leque de intérpretes, recitais, agrupamentos, ensembles instrumentais/vocais acrescentando valor artístico à região, como ‘As Vozes da Rádio’, ‘Miguel Guedes & Drumming’, ‘Orquestra Artave com Elisabete Matos’ ou os Gaiteiros de Lisboa e, ainda, uma oferta especial para os mais pequenos com projectos pedagógicos, que convidam à interactividade com o público.
A festa da música contará ainda com apresentações de escolas de ensino artístico musical e de dança, exposições e expositores permanentes que vão colorir o Parque da Ponte.
O programa completo contempla, no sábado de manhã o ‘Parqu’em Pontas’ pela Ent’artes - Escola de Dança, no Palco Vivace; o ‘Pontinha - Projecto Pedagógico - Salette Moreira’, na Casa das Claves; e ‘Pont’em linha’ - Conversa D’Ponte & Exposição, na Casa das Claves.

Também na Casa das Claves está Pedro Seromenho, às 11 horas.
De tarde, o Palco Giga presenta, pelas 14.30 horas, o ‘Drumming GP & Miguel Guedes’.
Uma hora depois, pelo palco Rubato passa Paulo Mesquita com ‘Piano Harp and Percussion’.
O Ensemble de Saxofones do Minho apresenta-se às 16.30 horas, no Palco D’Ponte.
O Palco Giga recebe, às 18 horas, a consagrada Elisabete Matos que se apresenta com a Orquestra Artave.

Ainda no sábado, o Pitomba Trio actua às 19 horas, no palco Viavave. Uma hora depois começa a actuação da Orquestra de Cordas Dedilhadas do Minho, no Palco Rubato.
Para a noite de sábado está reservado o espectáculo de Vozes da Rádio, às 21.30 horas, no Palco Giga.

O domingo de manhã volta a contar com a iniciativa ‘Pontinha - Projecto Pedagógico - Salette Moreira’, na Casa das Claves, às 10 horas.
No mesmo local e à mesma hora realiza-se mais um ‘Pont’em Linha - Conversas D’Ponte’
Também às 10 horas, no palco Rubato, é possível frequentar um ensaio aberto designado ‘Como se faz ópera’.
Pelas 11 horas está Maria João Alves na Casa das Claves; pelo Palco Giga decorre outro ensaio aberto, este sobre ‘Paus e cordas’; e no Palco Viave há ‘Parque’em Pontas’.
‘Mulheres à beira de um ataque de nervos’ é a proposta do Palco Rubato para as 12 e as 15.30 horas.
A Orquestra de Paus e Cordas sobe ao palco Giga às 14.30 horas.

Duas horas depois, no Palco D’Ponte volta a actuar o Ensemble de Saxofones do Minho.
A Orquestra Portuguesa de Guitarras de Bondolins tem entrada em cena às 18 horas, no palco Giga.
Uma hora depois, no Palco Vivace toca o Enssemble Com. Cordas; e no Palco Rubato apresenta-se o Quarteto Concordis.
A fechar esta I Festival de Música d’Ponte, os Gaiteiros de Lisboa que actuam no palco Giga às 21.30 horas.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.