Correio do Minho

Braga,

- +
Fermentões tem um trabalho notável nas áreas social, cultural e desportiva
Transportes públicos mais baratos a partir do dia 1

Fermentões tem um trabalho notável nas áreas social, cultural e desportiva

Família quer completar obra de Sebastião Alba

Fermentões tem um trabalho notável nas áreas social, cultural e desportiva

Vale do Ave

2019-06-14 às 16h21

Redacção Redacção

Domingos Bragança elogiou as forças ativas da freguesia de Fermentões durante a reunião de câmara descentralizada.

Como já é habitual nas reuniões de câmara descentralizadas, e à margem da agenda de trabalho, o foco desloca-se para a freguesia em que estas se realizam, consubstanciando-se as intervenções do executivo, dos presidentes de junta e do público que assiste à reunião nas necessidades e anseios da população residente. Em Fermentões, em cima da mesa, estiveram temas como a requalificação da Estrada Nacional 101 e do Centro Cívico, a criação de um novo arruamento de acesso à Escola EB 2,3 Arquiteto Fernando Távora, o apoio ao Museu da Agricultura de Fermentões e, de acordo com as declarações do Presidente da Câmara, Domingos Bragança, da construção de um “Eco Centro Social” numa área de cerca de 5 hectares.
Na sua intervenção, Domingos Bragança, Presidente da Câmara, elogiou o trabalho nas áreas social, cultural e desportiva desenvolvido pelos agentes da freguesia, com destaque para a Casa do Povo de Fermentões, mas não esquecendo as diversas associações e pessoas que colaboram na comunidade. Em relação à nova área de apoio social, de matriz ecológica, Domingos Bragança referiu haver já uma proposta de venda do terreno da Quinta do Loureiro Velho, com área suficiente para o projeto de construção do espaço com características de sustentabilidade e de preservação ambiental, que terá ainda de ser objeto de visto do perito responsável. Caberá à Casa do Povo de Fermentões, instituição responsável pelo futuro espaço, encetar o processo tendente à candidatura junto das instâncias oficiais e, assim, beneficiar do apoio da Câmara Municipal e da Junta de Freguesia na aquisição do terreno.
Na intervenção de Manuel Mendes, Presidente de Junta, ficou expressa a necessidade de requalificar o troço da E.N. 101 que vai desde Caneiros até ao Motelo, mais precisamente junto ao entroncamento que serve o centro cívico e onde se situa a Casa do Povo de Fermentões. A construção de passeios onde for possível, a colocação de passadiços em zonas de menor área disponível e a colocação de uma zona ovalizada de circulação foram ideias sugeridas por Manuel Mendes. O Presidente de Junta falou também da necessidade de ser construída uma via de acesso à zona da Escola EB 2,3 Fernando Távora, o que permitiria retirar grande parte do tráfego que atualmente circula junto à Casa do Povo de Fermentões. A este propósito, o Presidente da Câmara, Domingos Bragança, fez saber que está a ser negociada a compra de um terreno para a construção desse novo arruamento, embora com uma negociação demorada.
No que diz respeito à requalificação do Centro Cívico de Fermentões e da E.N. 101, Domingos Bragança diz ser um objetivo da autarquia, juntamente com a Junta de Freguesia, a realização de obras que permitam estender, de modo suave, os limites da cidade a Fermentões, criando um arruamento urbano. “Em boa hora foi passada a responsabilidade das estradas, nomeadamente da 101, das Infraestruturas de Portugal para a Câmara Municipal, pois permitirá a requalificação, com muita qualidade, desta zona. Queremos, inclusive, criar uma zona 30 de circulação para conferir segurança aos peões, num espaço muito humanizado”, referiu. Domingos Bragança disse que os trabalhos de requalificação deverão ser efetuados de forma articulada com outros projetos em curso, sobretudo quando está já planeada a construção da variante norte, dedicada ao AvePark, e a requalificação da rotunda de Ponte, o que permitirá reduzir significativamente a quantidade de veículos que circulam na zona de Fermentões. “É preferível esperar mais tempo e acabarmos por conseguir uma requalificação com qualidade, que orgulhe todos os vimaranenses e, sobretudo, toda a população de Fermentões. Este poderá vir a ser um dos melhores espaços para se viver na cidade”, concluiu.
Durante a reunião de câmara, que abriu com um momento musical protagonizado pelo pianista Simão Neto e pela cantora Marisa Oliveira, foi ainda apresentado, pelo arquiteto Artur Corte-Real, o projeto de conservação e melhoramento da Escola EB1 de Motelo, que mitigará os problemas atualmente existentes, dotando o espaço escolar de condições de conforto e segurança para o conjunto de docentes, pais e alunos.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.