Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Fé no santo protector das doenças do coração
Montalegre: Certificação dos restaurantes em curso

Fé no santo protector das doenças do coração

Vieira do Minho: "Interior do país deve estar no topo das prioridades

Braga

2012-04-16 às 06h00

José Paulo Silva

Os devotos de S. Gregório Magno voltaram a rumar até à pequena capela dedicada ao santo protector das doenças de coração no ponto mais alto da freguesia de Maximinos.

A capela dedicada a S. Gregório Magno, no alto do monte do mesmo nome, em Maximinos, voltou a receber largas centenas de devotos do santo protector das doenças do coração. O pequeno templo, construído nos inícios do século XIV, acolheu, este fim de semana, os fiéis em cumprimento de promessas.

Ontem à tarde, enquanto homens e mulheres devotos deixavam a sua esmola junto às imagens do santo que foi o 64º Papa da Igreja Católica, o frade franciscano que proferiu o sermão da festa destacou a humildade e a caridade como características de Gregório Magno.

“A Igreja deve a S. Gregório Magno a força da sua doutrina”, disse o sacerdote, apontando o canto gregoriano ainda usado em algumas cerimónias religiosas “expressão” que aquele santo encontrou “para louvar a Deus”.
No sermão, invocou-se a protecção de S. Gregório para os jovens, doentes, emigrantes, casais em crise e, também, para os “filhos desta terra de Maximinos”.

O sacerdote incluiu nesta sua prece os governantes de Portugal. “Que governo e oposição nos governem e não se governem”, disse.
Às portas da cidade de Braga, as festas de S. Gregório mantêm, ainda, o cunho de arraial popular, animado este ano com o grupo de baile ‘Som Music’ e os ranchos folclóricos da Associação Cultural e Festiva ‘Os Sinos da Sé’ e da Associação Recreativa e Cultural de Palmeira.

José Machado, um dos elementos da Associação ‘Os Sinos da Sé’, assinalou a presença na edição deste ano das festas de S. Gregório com novas quadras de protecção do advogado do coração:

“S. Gregório de Maximinos
Protegei-me o coração
Contra as agruras da crise
Que corrói nossa Nação.

S. Gregório de Maximinos
Do coração protector
Aumentai nossa esperança
Com um bypass de amor.

Nome novo sob os céus
Sede o desfibrilhador
Servo dos servos de Deus
Do coração sofredor”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.