Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Famalicão lança a discussão sobre cidades educadoras
Esposende: Centro de Educação Ambiental dedica mês de janeiro à ciência

Famalicão lança a discussão sobre cidades educadoras

União de Freguesias de Mazarefes e Vila Fria com investimento de 2 milhões em água e saneamento e obras variadas

Vale do Ave

2018-11-20 às 11h12

Redacção

A cidade educa? A discussão vai ser lançada, no próximo dia 30, numa conferência que reunirá um conjunto de personalidades à volta do tema.

A pergunta tem cada vez maior pertinência e o Dia Internacional das Cidades Educadoras dá o mote para a realização em Vila Nova de Famalicão, no dia 30 de Novembro, de uma conferência que reunirá um conjunto de personalidades à volta da temática.
O ex-Presidente da República, Jorge Sampaio, o humorista António Raminhos, e a presidente da Associação Internacional das Cidades Educadoras, Marina Canals Ramoneda, são algumas das personalidades que vão deixar o seu testemunho.
A conferência, que vai ter lugar no grande auditório da Casa das Artes, a partir das 14.30 horas, tem entrada livre
Para além das intervenções e testemunhos dos convidados, haverá espaço para a realização de uma mesa redonda para explorar ‘A Cidade Educadora vista de vários ângulo’”, que contará com as participações de Leonel Rocha, vereador da Educação e Conhecimento da Câmara Municipal de Famalicão, Isabel Menezes, membro do Conselho Nacional de Educação, Álvaro Domingues, geógrafo e professor da Universidade do Porto e do humorista António Raminhos.
Refira-se que o município de Vila Nova de Famalicão aderiu em 2010 à Associação Internacional das Cidades Educadoras, passando a integrar também a Rede Territorial Portuguesa de Cidades Educadoras, organismos que promovem a troca e partilha de experiências, no âmbito da Educação em toda a sua abrangência, e que entendem a cidade como um espaço de oferta de importantes elementos para uma formação integral.
“Vila Nova de Famalicão orgulha-se de ser uma Cidade Educadora. Uma cidade que respira educação, que tem presente em todas as suas dinâmicas e ações a vertente educativa. É para isso que trabalhamos com as nossas escolas, mas esse é também sempre um dos objetivos principais da nossa política cultural, desportiva e social”, refere Paulo Cunha.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.