Correio do Minho

Braga, terça-feira

Famalicão: Base de apoio logístico ainda sem garantias de sair do papel
Clube de Caça e Pesca de Vila Verde acusado por poluir terreno

Famalicão: Base de apoio logístico ainda sem garantias de sair do papel

Em corrida ou caminhada é vital associar-se à luta contra o AVC

Vale do Ave

2018-05-13 às 14h15

Teresa M. Costa

Secretário de Estado da Protecção Civil é o terceiro a visitar local onde os Bombeiros Famalicenses querem construir Base de Apoio Logístico e Centro de Treinos, mas ainda sem promessa de avançar.

O secretário de Estado da Protecção Civil, José Artur Neves, afirmou ontem que há financiamento comunitário para a construção de bases de apoio logístico (BAL) como a que os Bom- beiros Voluntários Famalicenses têm projectada para um terreno onde vão avançar com a construção do seu Centro de Treinos, em Outiz, concelho de Vila Nova de Famalicão.

O secretário de Estado inaugurou ontem, em Vila Nova de Famalicão, a primeira fase de remodelação do quartel dos Bom- beiros Voluntários Famalicen-ses e até visitou o local onde a corporação quer implementar as duas novas valências, mas aos jornalistas afirmou que não veio prometer nada.

O governante admite que existe um plano para desenvolver, a nível nacional, um conjunto de bases de apoio logístico que permitam a flexibilidade de meios ao longo de todo o ano.

Queremos que os meios existentes estejam à disposição do país o ano todo afirmou José Artur Neves que garantiu que há financiamento comunitário, no âmbito da reprogramação do Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (PO SEUR), afirmando que os melhores projectos serão contemplados.

Também o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, que esteve na inauguração da remodelação do quartel, espera que o Governo dê aval aos projectos dos Bombeiros Voluntários Famalicenses e que eles avancem tão rapidamente quanto possível.

Paulo Cunha acredita que o Governo, tal como o Município e a associação de bombeiros, quer melhorar as condições em que os bombeiros trabalham.

Da parte do município famalicense, o edil acredita que o apoio que dá, de forma permanente, aos corpos de bombeiros do concelho, é fundamental para que realizem a sua acção e façam estes investimentos.
Em relação à BAL, o comandante dos Bombeiros Voluntários Famalicenses, Bruno Alves, pediu apoio ao secretário de Estado para que o projecto saia do papel.

Bruno Alves pediu ainda ao governante que analise a recusa da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) em ocupar a BAL secundária da corporação para acolher o reforço da Força Especial de Bombeiros que está previsto ficar sediado no distrito de Braga.

O presidente da direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Famalicenses, António Meireles, confirmou que a BAL só será concretizada com o apoio e apro- vação da ANPC, mas que o Centro de Treinos da corporação, a instalar no mesmo terreno, avança ainda este ano.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.