Correio do Minho

Braga, terça-feira

Executivo Júnior de S. Victor responsabiliza para a cidadania
Torcatense vence Maria da Fonte no arranque do Campeonato de Portugal

Executivo Júnior de S. Victor responsabiliza para a cidadania

Exposição ‘Minhotos de pele salgada’ convida a uma visita

Braga

2018-04-17 às 09h08

Redacção

Educar para a cidadania e estimular a intervenção política são objectivos do projecto Executivo Júnior promovido pela Junta de S. Victor e que ontem arrancou na EB1 do Bairro Duarte Pacheco.

Educar para a cidadania, estimular a intervenção política de forma próxima da população, transparente e correcta, são algumas das motivações para a iniciativa Executivo Júnior - que ontem arrancou na EB1 do Bairro Eng. Duarte Pacheco, em S. Victor.
Esta iniciativa, promovida pela Junta de Freguesia de S. Victor, passará por todas as escolas básicas da Freguesia e cada uma delas concederá um Executivo Júnior, composto por 7 alunos e alunas, que, durante um dia, acompanham o presidente da Junta de Freguesia de S. Victor no quotidiano da sua actividade.

O Executivo Júnior reúne com professores, associações de pais, associação de moradores, PSP, Bombeiros e outras instituições que façam a diferença na vida da freguesia, sentindo em primeira mão o pulsar da freguesia e conhecendo a realidade.
A iniciativa aproxima os jovens alunos dos adultos, res-ponsabilizando-os para o diálogo inter-geracional e promove o encontro de ideia entre faixas etárias distintas. Visa, ainda, ajudar a próxima geração de líderes a mudar o mundo para melhor.
Ao Executivo Júnior compete decidir sobre o destino a dar a um montante que a Junta de Freguesia de S. Victor irá disponibilizar a cada escola, num verdadeiro acto de responsabilidade de gestão financeira dos dinheiros públicos. 
Segundo o presidente da junta, Ricardo Silva, o Executivo Júnior é uma forma de aproximar os jovens da política (a vida da cidade que não deve ser confundida com a vertente partidária), é uma maneira de dar o exemplo aos jovens e dizer-lhe que são os decisores do amanhã e que a sociedade conta com eles e com a sua capacidade de intervenção.

O autarca frisou que formar, educar e incentivar são o nosso principal móbil, enquanto mostramos a força e a determinação de quem serve a causa pública, seja pela responsabilidade de representar uma comunidade, seja pela responsabilidade de gerir dinheiros públicos.
As próximas iniciativas decorrem na EB1 Enguardas (dia 19); na EB1 S. Victor (dia 20); na EB1 Santa Tecla (dia 23) e a na EB1 Bairro da Alegria (dia 24).

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.