Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Escola Sá de Miranda deu boas-vindas a 250 professores
ABC/UMinho melhorou para vencer na segunda parte

Escola Sá de Miranda deu boas-vindas a 250 professores

Guimarães assinalou este domingo o Dia Nacional da Paralisia Cerebral

Escola Sá de Miranda deu boas-vindas a 250 professores

As Nossas Escolas

2019-09-04 às 06h00

Miguel Viana Miguel Viana

Corpo Docente ficou a conhecer o funcionamento do Agrupamento de Escolas e algumas das novidades da gestão escolar, como a criação de uma turma de aprendizagem de línguas estrangeira.

Cerca de 250 professores foram recebidos ontem na Escola Secundária Sá de Miranda. O número diz respeito a todo o Agrupamento de Escolas Sá de Miranda (Escola Secundária Sá de Miranda, escolas básicas de Palmeira, Ortigueira, Dume, Bracara Augusta, Eira Velha, Coucinheiro, da Presa, de Pousada e de Crespos, e os jardins de infância de Adaúfe e de Santa Lucrécia).
A cerimónia foi presidida pela directora do Agrupamento de Escolas Sá de Miranda, Antonieta Silva, e visou dar a conhecer o funcionamento das escolas e as principais novidades para este ano lectivo. “Este encontro foi uma forma de alertarmos para algumas dinâmicas novas que pretendemos implementar no próximo ano”, explicou Antonieta Silva,

Entre as novidades está a adopçao do projecto CLIL (que permite a aprendizagem integrada de uma língua estrangeira).
“Nós temos, este ano, um projecto CLIL com uma turma do 7º ano, e por isso, este ano vamos inserir o Plano Nacional das Artes. Temos, também, uma dinâmica na Educação para a Cidadania, que está a envolver todas as escolas. Há, também, todo um conjunto de dinâmicas dos normativos que aconteceram no ano passado, ao nível pedagógico, e que obrigam o professor a ter um trabalho diferente daquele que tinham no passado”, explicou Antonieta Silva.
Outra das novidades é a integração de professores em equipas educativas.

A responsável escolar reconheceu que há “problemas graves “ na escola “ao nível dos funcionários”, mas garantiu que “este ano, o arranque do ano lectivo é muito mais calmo do que nos outros anos, porque já te-mos os professores todos colocados.”
As aulas no Agrupamento de Escolas Sá de Miranda começam no próximo dia 13.
O Agrupamento é frequentado por cerca de 2200 alunos, sendo que “a maior fractura de redução” sentiu-se no primeiro ano do primeiro ciclo. “São crianças que nasceram em plena crise, há seis anos. Já se nota um ressurgir do número de crianças do pré-escolar e, ao nível do 10º ano mantivemos o mesmo número dos últimos anos”, explicou Antonieta Silva.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.