Correio do Minho

Braga,

Escola Inclusiva do IPVC de Viana fortalece ecossistema social da região
Peregrinas de Leste percorrem Caminho de Santiago

Escola Inclusiva do IPVC de Viana fortalece ecossistema social da região

D. Gualdim Pais reclamado como “herói barcelense”

Ensino

2018-07-20 às 19h31

Isabel Vilhena

Projecto Escola Inclusiva nasceu na Escola Superior de Tecnologia e Gestão do IPVC, como projecto âncora da instituição e tem como uma das principais missões auxiliar a rede social a solucionar problemas, promovendo a inclusão social.

A Plataforma da Missão ‘Emprego para Tod@s’ que visa potenciar os casos de sucesso no que toca à integração profissional de pessoas com deficiência ou incapacidade do distrito de Viana do Castelo e a plataforma interinstitucional para a inclusão que reúne todas as informações dispersas entre as diversas instituições sociais são alguns dos projectos que estão a ser desenvolvidos pela Escola Inclusiva do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPCV) com a comunidade e que foram apresentados ontem publicamente.
O projecto Escola Inclusiva do IPVC destaca-se pelo serviço prestado a toda a comunidade envolvente e junta docentes, estudantes, empresas e instituições.

Joana Santos, directora da ESTG-IPVC, explicou ao ‘Correio do Minho’ que este projecto nasceu de um primeiro desafio lançado pelo IPVC à rede social do concelho que, por sua vez, fez chegar as necessidades que as instituições sociais da região vão sentindo, necessidades essas que percebemos poderem ser colmatadas através das várias competências do Instituto Politécnico de Viana do Castelo”, realçando que a “motivação, disponibilidade e empenho dos vários docentes e alunos tornaram possível a concretização de inúmeros projectos em diversas áreas”.
Sara Paiva, coordenadora da Escola Inclusiva ETG- IPVC, assinala o “número crescente de projectos que têm tido cada vez mais aceitação e com forte impacto na região nas mais variadas áreas desde o ambiente à promoção do voluntariado e da responsabilidade social nos jovens estudantes”.

Um trabalho que tem merecido o apoio da câmara de Viana do Castelo que, segundo a vereadora da Acção Social da autarquia, Carlota Borges, “estes projectos têm feito a diferença não só nos alunos, mas também na comunidade”.
Joana Santos destacou o “grande passo” que foi dado este ano, envolvendo a academia, IEFP, empresas e investidores que integram a quadrupla hélice do ecossistema social”, sublinhando que “o próximo passo é crescer, o que significa envolver cada vez mais, inserido na nossa missão de responsabilidade social num contexto que aprendizagem colaborativa em que os alunos têm um papel muito importante”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.