Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Empresas da região desafiadas a apostar na presença digital
Endiabrado Henry marca quatro na goleada sobre o CD Mafra

Empresas da região desafiadas a apostar na presença digital

Mural do Lar Residencial da Santa Casa de Vila Verde apela à inclusão social

Economia

2018-06-29 às 10h00

Marlene Cerqueira

Rui Marques, director-geral da ACB, desafiou ontem os empresários da região a apostarem no mundo digital, pois o futuro passa inevitavelmente pela internet.

O director-geral da Associação Comercial de Braga (ACB) desafiou ontem os empresários da região a não se deixarem ficar para trás na era digital. Rui Marques realçou que a aposta no mundo digital é essencial para que as empresas evoluam e, dessa forma, contribuam também para o crescimento e internacionalização da região.
Rui Marques falava na abertura de uma sessão de informação sobre o programa ‘Norte Digital’ organizada pela ACEPI - Associação para a Economia Digital.
O responsável da ACB realçou que este ano a associação já dinamizou cerca de uma dúzia de sessões de qualificação para empresas, metade das quais relacionadas precisamente com “o mundo digital e esta revolução que está a acontecer”.

Realçou que esta revolução digital “é democrática”; na medida em que está acessível às grandes e às pequenas empresas, às empresas com maior ou com menor poder de investimento. No entanto, envolve também “bastante tecnicidade” o que implica que as empresas estejam “preparadas e qualificadas para o desafio digital”.
Recordou, a título de exemplo, a que a ACB tem dois grandes projectos que apoiam precisamente as empresas do seu território de actuação na sua entrada no mundo digital: a plataforma I Shop Braga e o projecto VisitBraga. “São dois projectos que estão a ajudar fortemente as micro e pequenas empresas” a entrar no terreno digital.

Os empresários contam agora também com outra ajuda para entrar ou consolidar a sua presença digital, trata-se do projecto Norte Digital, uma iniciativa da ACEPI que tem precisamente como objectivo incentivar as empresas do Norte a assumirem a transformação digital, sobretudo através do comércio electrónico e da participação em e-marketplaces internacionais.
Trata-se de um projecto é co-financiado pelo NORTE 2020 que foi ontem apresentado aos associados da ACB por António Teixeira, coordenador do Norte Digital.

“As empresas nacionais têm aqui uma oportunidade para deixar de ser discriminadas relativamente à sua dimensão. É uma grande oportunidade para que estas empresas compitam com qualquer empresa independentemente do seu tamanho. Aqui as empresas são conhecidas pela sua presença digital e pelo serviço que prestam ao cliente”.
António Teixeira partilhou ainda algumas estatísticas que mostram que os comportamento estão a mudar e que as empresas devem apostar no digital para acompanhar essa mudança.
Em 2017, 36% da população portuguesa fazia compras on-line, estimando-se que em 2025 essa estatística passe para 60%.

Nota ainda que no ano passado 73% da população nacional utilizava a internet, sendo que em 2015 a estimativa é de que seja 91% da população.
E para reflectir sobre a importância do comércio digital, o coordenador do projecto falou também sobre verbas. Em 2017, as compras pela internet em Portugal mobilizaram 4,6 biliões de euros, estimando-se que em 2015 essa verba atinja os 8,9 biliões. Actualmente esses valores que reflectem a importância do comércio digital são gastos em compras em empresas internacional.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.