Correio do Minho

Braga,

Eixo Atlântico coordena plano estratégico para desenvolver turismo de fronteira
Acção de limpeza obriga a olhar para o (mau) estado da ribeira de Panoias

Eixo Atlântico coordena plano estratégico para desenvolver turismo de fronteira

SC Braga B consegue em Arouca primeira vitória da temporada

Alto Minho

2018-07-26 às 16h37

Redacção

Destino Fronteira, é o projecto europeu, liderado pelo Eixo Atlântico, que tem como objectivo implementar uma estratégia de desenvolvimento turístico da fronteira Luso-Espanhola como destino único, integrado e estruturado.

Os sócios do projecto Destino Fronteira, liderado pelo Eixo Atlântico, reuniram-se no Porto na passada semana para avançar na estratégia de desenvolvimento da fronteira luso-espanhola como destino turístico.
Assim, no âmbito deste projecto, co-financiado pelo Programa Interreg V-A Espanha - Portugal (POCTEP 2014-2020), no qual participam entidades transfronteiriças de toda a raia, o Eixo Atlântico coordena a elaboração de um Plano Estratégico de acção para o desenvolvimento e promoção do turismo de fronteira que será apresentado no próximo Outono.

A reunião foi liderada pelo Eixo Atlântico, chefe de fila do projecto, que participa juntamente com a AECT Chaves-Verín, AIMRD, AECT ZASNET, Diputación de Salamanca, CEC, Triurbir, Diputación de Huelva e Odiana.
O objectivo geral do projecto europeu Destino Fronteira é implementar uma estratégia de desenvolvimento turístico da fronteira Luso-Espanhola como destino único, integrado e estruturado, baseado em recursos endógenos partilhados e na especia- lização inteligente da oferta, e que permita reduzir os custos de contexto, diminuir as desigualdades territoriais e promover o desenvolvimento sustentável das regiões de fronteira.

Entre os resultados que pretendem alcançar destaca-se a melhoria da competitividade do território da raia e incremento do emprego directo e indirecto no sector turístico; incremento da qualidade dos serviços e produtos turísticos da fronteira; maior atracção turística dos territórios de fronteira, assim como a melhoria das competências dos RRHH do sector turístico e sensibilização da comunidade recetora para o fenómeno turístico.
O novo conceito representado pelo programa é ‘Percorra a fronteira, não a atravesse’ que se une ao de ‘Dois países, um destino’, promovido pelo Eixo Atlântico desde há seis anos e no qual resultou um guia turístico que pretendia “unir dois países num destino”, assinalando a importância do turismo no desenvolvimento económico dos concelhos que integram aquela entidade.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.