Correio do Minho

Braga, terça-feira

Dois golos de Anderson nos festejos do FC Famalicão
Vieira do Minho: “Cãominhada” aliou a solidariedade à prática de exercício

Dois golos de Anderson nos festejos do FC Famalicão

Morreu Altino do Tojal, autor de ‘Os Putos’

Desporto

2018-03-11 às 06h00

Redacção

Triunfo suado, mas justo. A jogar em casa, o FC Famalicão impôs, ontem, a sua superioridade perante o último classificado da II Liga Portuguesa. No entanto, os golos só surgiram na recta final.

Dois golos de Anderson deram ontem ao Futebol Clube de Famalicão uma vitória merecida sobre o muito aflito Real Massamá, na partida da 28.ª jornada da II Liga portuguesa de futebol.
Com este resultado, os famalicenses liderados pelo treinador Vasco Seabra assumem uma posição confortável na tabela, o 10.º lugar com 39 pontos, ao contrário do Real Massamá, que continua em último com 20 e já com um fosso de sete pontos para o clube imediatamente acima, o Gil Vicente, e com menos 11 que o primeiro clube acima da linha de despromoção, o União da Madeira.

A partida no estádio municipal de Vila Nova de famalicão ficou cedo marcada pela expulsão de Carlitos, castigado por falta sobre Jorge Miguel, uma decisão que pareceu algo exagerada (14 minutos).
Antes, só Vinicius se tinha aproximado com perigo da baliza, mas o remate do brasileiro do Real Massamá saiu por cima.
No primeiro tempo, o Futebol Clube de Famalicão assumiu o jogo e esteve por cima, mas sempre com falta de pragmatismo e eficácia, só podendo queixar-se de si próprio.

Aos 45 minutos, nota para uma grande oportunidade desperdiçada: Poulson remata, mas Tom defendeu para a frente e, na recarga, Joel voltou a encontrar o guardião adversário pelo caminho.
Os famalicenses regressaram do intervalo determinados. Vasco Costa, em boa posição, rematou à figura, aos 50, e, nove minutos depois, aos 59, Fabinho atirou para fora.
Os golos acabaram por surgir já quando só faltava um quarto de hora de jogo e ambos com assinatura do brasileiro Anderson e com Tom, até aí um gigante, a ficar mal nos lances.
O primeiro golo nasceu de um mau passe do guardião da equipa forasteira e Anderson não desperdiçou (73 minutos), enquanto o segundo começou depois de William atirar à barra, Tom não segurou e o brasileiro fulminou na recarga (83).

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.