Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Conselhos do INEM: como agir na presença de um veículo de emergência na via pública
Famalicão comemora 25 de abril sob o signo da preocupação

Conselhos do INEM: como agir na presença de um veículo de emergência na via pública

Jovens Bracarenses desafiados em Tarde Vocacional

Nacional

2012-04-15 às 15h08

Redacção

Saber como agir na aproximação de um meio de socorro em marcha de emergência é essencial para assegurar que as equipas de socorro conseguem chegar, em segurança, às vítimas num menor espaço de tempo.

Os profissionais da emergência médica pré-hospitalar, quando acionados para situações de emergência, adotam uma postura extremamente cautelosa na sua interação com o trânsito e assinalam a sua marcha com luzes indicadoras de emergência (rotativos, strobes, máximos intermitentes) e também sinais sonoros (sirenes), desde o momento em que iniciam o trajeto em direção a uma emergência médica. Este procedimento tem como objetivo alertar os restantes utentes da via pública para a presença dos meios de socorro no trânsito e facilitar a sua deslocação até ao local onde se encontram os doentes ou vítimas.

Assim, após identificar a aproximação ou presença de meios de emergência médica que circulem em marcha de emergência assinalada, os condutores devem procurar facilitar a sua passagem. Recomenda-se assim aos condutores e transeuntes o seguinte:

· agir com serenidade
· acompanhar o movimento do veículo de emergência, sem nunca esquecer os demais utilizadores da via pública, bem como eventuais situações de perigosidade
· evitar travar ou desviar a sua viatura de forma brusca
· avaliar sempre se existe um único veículo de emergência ou se outros seguem aquele que se aproxima
· facilitar a passagem dos veículos de emergência, criando espaço para que os mesmos possam circular

O posicionamento dos veículos de emergência permite aos condutores perceber qual é o seu objetivo no processo de transposição do trânsito. O profissional de emergência, quando efetua as manobras em condução de emergência, analisa previamente todos os fatores - tipo de via, número de faixas de rodagem, tipo de trânsito presente - para assegurar que a sua opção nunca colocará em causa a segurança dos restantes intervenientes da via pública.

No caso das viaturas do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) a identificação da sua aproximação é ainda mais facilitada graças à sua cor: o amarelo RAL 1016. A escolha desta cor teve por base estudos científicos que provam que o olho humano é particularmente sensível a esta tonalidade, o que permite que as viaturas de emergência sejam rapidamente identificadas pelos condutores e peões.

Assim, também no trânsito, a colaboração de todos é essencial para que a missão do INEM seja bem sucedida. Em suma, analise a envolvente que o rodeia. Deve agir em conformidade com as “indicações” que o profissional de condução lhe está a transmitir através do seu posicionamento. Aja com serenidade e em segurança para si e para os demais intervenientes da via pública.


*** Nota do INEM ***

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.