Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Comissão de Acompanhamento Ambiental do Sistema Eletroprodutor do Tâmega visitou espaços florestais recuperados em Cabeceiras de Basto
Carlos Amarante mostra intensa actividade do agrupamento

Comissão de Acompanhamento Ambiental do Sistema Eletroprodutor do Tâmega visitou espaços florestais recuperados em Cabeceiras de Basto

Município de Braga avança com requalificação da Rua Jaime Sotto Mayor

Comissão de Acompanhamento Ambiental do Sistema Eletroprodutor do Tâmega visitou espaços florestais recuperados em Cabeceiras de Basto

Vale do Ave

2019-12-12 às 18h18

Redacção Redacção

Nesta visita marcaram presença, entre outros técnicos e responsáveis, o presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, a gestora de Ambiente da Iberdrola, Sara Hoya, e o responsável pelo Gabinete Técnico Florestal do Município, Luís Freitas.

A Comissão de Acompanhamento Ambiental do Sistema Eletroprodutor do Tâmega visitou ontem, dia 11 de dezembro, o perímetro florestal da Serra da Cabreira onde estão a ser intervencionados 40 hectares distribuídos pelos Baldios de Gondiães, Moimenta e Rabiçais e Arosa. A intervenção resulta do protocolo assinado entre Câmara a Municipal e a Iberdrola que tem como objetivo a recuperação de espaços florestais concelhios que foram fustigados pelos incêndios florestais.

Nesta visita marcaram presença, entre outros técnicos e responsáveis, o presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, a gestora de Ambiente da Iberdrola, Sara Hoya, e o responsável pelo Gabinete Técnico Florestal do Município, Luís Freitas.

No total, neste ano de 2019, serão plantadas 11 mil folhosas autóctones, entre elas castanheiros, sobreiros, medronheiros, carvalhos, cerejeiras, pereiras brava, pilriteiros. Neste ano procedeu-se, também, à manutenção dos 7500 sobreiros plantados no ano de 2018.

De salientar que todas as ações de plantação e manutenção estão a ser permanentemente acompanhadas e monitorizadas pelo Gabinete Técnico Florestal em articulação com o ICNF e os baldios.

Ao financiar esta intervenção, a Iberdrola está, assim, a dar cumprimento ao estabelecido no protocolo de valorização da fauna e flora em território Cabeceirense, celebrado no âmbito das medidas implementadas nos territórios abrangidos pela construção das barragens no rio Tâmega.

Para o ano de 2020 está prevista a intervenção em 88 hectares com plantação de folhosas autóctones e a instalação de prados e charcas para a fauna no perímetro florestal da Serra da Cabreira.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.