Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Ciclistas bracarenses querem circular na cidade plana
Câmara Municipal de Amares entrega recolha de lixo a empresa

Ciclistas bracarenses querem circular na cidade plana

Esposende: Centro de Educação Ambiental dedica mês de janeiro à ciência

Braga

2014-04-13 às 06h00

Redacção

Uma rede Ciclável entre S.Pedro d’Este e Ferreiros e entre Infias e o Monte Picoto é sugerida por grupos de ciclistas da cidade no âmbito da revisão do Plano Director Municipal

Um grupo de cidadãos representantes dos utilizadores de bicicleta sugeriram à Câmara Municipal de Braga, no quadro da actual revisão do Plano Director Municipal (PDM), o investimento numa “rede ciclável directa, segura e confortável”, a começar numa área delimitada a Este por S. Pedro de Este, a Oeste por Ferreiros, a Norte pela urbanização de Infias e a Sul pelo Picoto e os três montes sacros.

“Nesta Braga plana habitam mais de 100 mil bracarenses. É nela que estão os jovens, o conhecimento (Universidade do Minho e Universidade Católica), as escolas secundárias, os principais polos de comércio e está uma forte indústria”, salientou Mário Meireles, do blog ‘Braga Ciclável’, após uma reunião com responsáveis da câmara onde firam sugeridas alterações ao mapa da rede ciclável para a cidade de Braga que se encontra em fase de planeamento.

Segundo Mário Meireles, é naquele perímetro urbano que está a maior procura de percursos cicláveis. “Num curto espaço de tempo recolhemos os percursos de 31 ciclistas urbanos de Braga e foi-nos, assim, possível traçar desde já eixos prioritários”, referiu.
Para o colaborador do blog ‘Braga Ciclável’, a aposta na bicicleta “é a solução certa para uma cidade inteligente, sustentável, próspera e amiga das pessoas”.

Victor Domingos, fundador do blog Braga Ciclável, não tem dúvidas em afirmar que “este é um momento histórico para a cidade de Braga”, já que, pela primeira vez, “os utilizadores da bicicleta são consultados para ajudar a delinear uma rede viária útil, abrangente, confortável e segura para quem deseja usar este meio de transporte nas suas deslocações diárias”.

A arquitecta Fátima Pereira e o geógrafo Nuno Jacob foram os dois representantes do município neste encontro com os representantes da comunidade ciclista bracarense, que incluiu também Rómulo Duque, do grupo ‘Encontros com Pedal’.
Na reunião foi defendida tese de que uma rede ciclável prioritária deve ser a que vai servir as pessoas que usam ou que pretendem usar a bicicleta como meio de transporte.

Foram apresentados exemplos de cidades com orografias (São Francisco, Berna, Basileia, Trondheim) e climas (Abu Dhabi, Copenhaga, Cambridge, Berna, Ferrara) bem mais adversos que os de Braga e onde a aposta na bicicleta como meio de transporte regular - que foi efectuada inicialmente na parte plana dessas mesmas cidades - é um enorme sucesso.

Foram demonstrados também vários casos do nosso país e de outras cidades estrangeiras onde foram implementadas medidas de promoção deste meio suave de transporte como a partilha de zonas pedonais com os ciclistas, zonas de coexistência, faixas cicláveis, vias cicláveis, formas de resolução de pontos de conflito (cruzamentos, paragens BUS, rotundas), e também ruas com sentido proibido para tráfego automóvel, mas permitido para bicicletas.

Os cidadãos ciclistas sugeriram ainda “soluções inteligentes para vencer desníveis, para estacionar a bicicleta em segurança e para compatibilizar a bicicleta com o autocarro.
Foi recordada a excelente relação custo-benefício recentemente obtida com implementação de uma rede de 400 km de faixas cicláveis protegidas em Nova Iorque.

Na reunião foram apresentados os critérios básicos a serem seguidos para a escolha do tipo de vias a implementar em Braga, tendo em conta, por exemplo, o chamado parâmetro V85 que contabiliza a velocidade média de 85% dos veículos que passam numa determinada via, para assim definir qual o tipo de via ciclável mais adequada ao local de modo a garantir a segurança de todos os utentes da via, incluindo os ciclistas.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.