Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Certificação da Viola Braguesa dá ´passo decisivo´
Povo de Montalegre saiu à rua para lembrar valores de Abril

Certificação da Viola Braguesa dá ´passo decisivo´

Casa da Memória de Guimarães celebra 2º Aniversário

Braga

2017-06-19 às 23h30

Redacção

O processo de certificação da Viola Braguesa deu um passo decisivo com a apresentação do Caderno Normativo e Regras de Certificação na construção deste instrumento musical. O documento será apreciado a 7 de Julho pela Comissão Nacional para a Certificação e, após a sua aprovação, os construtores já se podem candidatar para ver o seu produto certificado.

O processo de certificação da Viola Braguesa deu um passo decisivo com a apresentação do Caderno Normativo e Regras de Certificação na construção deste instrumento musical. O documento será apreciado a 7 de Julho pela Comissão Nacional para a Certificação e, após a sua aprovação, os construtores já se podem candidatar para ver o seu produto certificado.

“Este é um momento muito importante para a promoção deste instrumento como factor de atracção e projecção do território”, referiu Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, durante a cerimónia de apresentação que decorreu esta Segunda-feira, 19 de Junho, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, adiantando que o Município irá desenvolver uma estratégia semelhante para a certificação do Cavaquinho.

Segundo o Autarca, “Braga quer ser uma referência na vertente dos cordofones e dos instrumentos de corda, particularmente na Viola Braguesa e no Cavaquinho”. Nesse sentido, Ricardo Rio adiantou que o Município vai desenvolver um projecto de formação na área da música tradicional. “Para lá da mera promoção do património, o Município de Braga assumiu um compromisso com a arte popular, com os seus valores tradicionais e com a formação na área da música tradicional. Por isso, vamos desenvolver um projecto de formação abrangendo a comunidade escolar e a população em geral, que permita a preservação destes valores, das nossas tradições e a sua valorização para o futuro”, explicou.

Promovido pelo Município de Braga, o processo de certificação da Viola Braguesa é conduzido pela Adere-Certifica, uma entidade da Adere-Minho, com a missão de certificar produtos artesanais.

Após a aprovação do caderno normativo pela Comissão Nacional para a Certificação, os produtores podem candidatar-se à certificação. Depois, terá lugar uma visita técnica que vai avaliar todo o processo de construção de forma a conferir as características do produto. O processo de certificação levará cerca de 60 dias com um custo anual de 150€, com o Município a oferecer as primeiras 200 etiquetas de certificação a cada construtor.

Recorde-se que a existência da Viola Braguesa, também designada de viola de Braga, surge documentada desde o século XVII e é o instrumento mais popular do Noroeste Português entre o Douro e Minho. Toca-se a solo ou no acompanhamento do canto em “Rusgas”, “Chulas” e “Desafios”. Como todas as Violas Portuguesas, a Braguesa pertence a um género musical exclusivamente lúdico e festivo e integra o mesmo tipo fundamental comum a todos os cordofones da família das ”guitarras” espanholas e europeias, a que pertence.

*** Nota da C.M. de Braga ***

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.