Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Casa das Artes regressa à programação em Setembro mais funcional e eficiente
Câmara Municipal ajuda famílias Povoenses a pagar a creche

Casa das Artes regressa à programação em Setembro mais funcional e eficiente

Plataforma SIGA contribui para maior eficiência dos serviços municipais

Casa das Artes regressa à programação em Setembro mais funcional e eficiente

Vale do Ave

2019-08-20 às 06h00

Redacção Redacção

Obras de reabilitação em curso na Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão prometem “devolver” ao público, com o regresso da programação em Setembro, um espaço mais funcional, de cara lavada e melhor na eficiência energética.

Na Casa das Artes, no corrente mês de Agosto, os actores, os músicos ou bailarinos que, normalmente aí preparam os seus espectáculos deram lugar a um grupo de técnicos, pintores e engenheiros que se mobilizam para executar a empreitada de reabilitação deste equipamento cultural de Vila Nova de Famalicão.
Enquanto que uma parte significativa da população está a gozar férias, a Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão "está a sofrer uma reabilitação dos seus espaços para oferecer ao seu público a qualidade e o conforto que merece" refere fonte do município que anuncia que este equipamento cultural: "vai ficar mais bonito, mais eficiente e funcional!"
Por norma, a Casa das Artes encontra-se encerrada em Agosto, mas este ano, calmaria é o que não existe naquele espaço que está a ser pintado e vai surgir "com uma cara rejuvenescida e preparada para cruzar a celebração de duas décadas de intensa actividade".
Os trabalhos são acompanhados de perto pelo director da Casa das Artes para que os trabalhos possam correr de forma célere e sem interrupções.
Parte do pessoal técnico da Casa das Artes dá apoio à execução dos trabalhos, orientando abordagens e resguardando os materiais mais sensíveis. "Tudo em prol de uma maior qualidade e conforto para todos os que fazem da Casa das Artes um elemento vivo da cultura em Vila Nova de Famalicão, na região e no país" realça a mesma fonte.
O interior deste teatro municipal está transformado num estaleiro de obras. Não se trata apenas de uma operação cosmética. Para além das necessárias pinturas, vários materiais serão substituídos, com especial incidência para a alcatifa que se estende pela maioria dos espaços frequentados por público e profissionais das artes.
Os camarins também vão apresentar-se rejuvenescidos e com melhores condições para acolher os artistas.
Neste momento, o palco do grande auditório carrega, provisoriamente, as quase 500 cadeiras que o público habitualmente ocupa nos espectáculos, para possibilitar a colocação da nova alcatifa e limpeza do sistema de ventilação/climatização.
Paralelamente à renovação do interior, a Casa das Artes tem em curso também uma profunda intervenção na melhoria da eficiência energética. Neste domínio estão a ser intervencionados os equipamentos de climatização e a substituição da iluminação, bem como a pintura exterior do edifício.
Em Setembro, a reabertura da Casa das Artes vai apresentar um espaço renovado e com condições melhoradas, abrindo caminho a "um novo capítulo neste equipamento cultural de referência".

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.