Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Café Memória de Esposende assinalou primeiro ano de actividade
Oferecer sem pedir em troca é a palavra de ordem no Basquetebol do SC Braga

Café Memória de Esposende assinalou primeiro ano de actividade

Portugal 2020 com 340 milhões para Famalicão

Café Memória de Esposende assinalou primeiro ano de actividade

Cávado

2019-11-20 às 21h21

Redacção Redacção

Projecto criado ao abrigo de um protocolo estabelecido entre a Câmara Municipal de Esposende, a Associação Alzheimer Portugal, Sierra Portugal, S.A e o Centro Social da Juventude Unida de Marinhas.

O Café Memória de Esposende assinalou, no passado dia 16 de novembro, o 1.º aniversário deste projeto criado ao abrigo de um protocolo estabelecido entre a Câmara Municipal de Esposende, a Associação Alzheimer Portugal, Sierra Portugal, S.A e o Centro Social da Juventude Unida de Marinhas.

Através desta parceria, foi criado no concelho, designadamente na Casa da Juventude de Esposende, um espaço destinado aos familiares, cuidadores e amigos de pessoas com Alzheimer ou com outro tipo de demência, possibilitando, num contexto informal, a partilha de experiências e de informação, servindo de suporte mútuo.

Desde o lançamento do projeto, com a realização da primeira sessão no dia 17 de novembro de 2018, o Café Memória de Esposende tem proporcionado aos participantes um conjunto de atividades lúdicas e estimulantes, através do encontro com especialistas de diferentes áreas como a neurologia, psicologia, nutrição, terapia ocupacional, yoga e musicoterapia, que abordaram o tema das demências e as problemáticas que lhe estão associadas.

O primeiro ano de atividade do Café Memória de Esposende contabiliza 12 sessões, realizadas no terceiro sábado de cada mês, com o registo de 205 participações, maioritariamente cuidadores, formais e informais, e familiares de pessoas com demência. No âmbito da intervenção do Café Memória, foram formados 31 voluntários, que já dedicaram cerca de 720 horas ao projeto, sendo que cada sessão conta, em média, com o apoio de 15 voluntários. Este projeto é, efetivamente, um sucesso para quem nele participa, conforme atestam os resultados obtidos da avaliação de cada sessão, alcançando, numa escala de 1 a 5, uma satisfação global de 4,7.

A Vice-Presidente do Município de Esposende e responsável pela área da Coesão Social, Alexandra Roeger, realça a relevância deste projeto para a comunidade, notando que “cada vez mais se torna fundamental a existência de respostas locais, de proximidade com as pessoas”. Acrescenta que “a resposta positiva que temos recebido dos cidadãos demonstra a importância da congregação de esforços de todos os parceiros” e realça que “importa sensibilizar para a crescente importância da problemática das demências de modo a diminuir o estigma que lhe está associado e, também, no sentido de criar respostas mais especializadas ao nível do concelho”.

Esta estratégia enquadra-se no cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONUA, nomeadamente no que concerne a Saúde de Qualidade (ODS 3) e Parcerias para a Implementação dos Objetivos de Sustentabilidade (ODS 17).

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.