Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Boa imagem não foi suficiente para o Galo sair da Luz feliz
Museu Pio XII com novo site para atrair visitas

Boa imagem não foi suficiente para o Galo sair da Luz feliz

Esposende integra o itinerário do Projeto educativo itinerante Creactivity

Boa imagem não foi suficiente para o Galo sair da Luz feliz

Desporto

2019-09-15 às 06h00

Ricardo Anselmo Ricardo Anselmo

Com várias estreias no onze inicial, os galos deram uma boa resposta na casa do campeão nacional, acabando por ceder em momentos-chave da partida ao maior poderio da equipa do Benfica.

O Gil Vicente averbou ontem a sua segunda derrota no campeonato ao cabo de cinco jornadas, o que até nem se pode dizer que seja negativo, tendo em conta que, para além do Benfica, o Gil Vicente já defrontou o FC Porto e o SC Braga.
Vítor Oliveira, por entre questões regulamentares e lesões, viu-se obrigado a promover algumas alterações no onze inicial. Desde logo no sector defensivo, onde o técnico gilista lançou Fernando Fonseca para o lado direito, desviou Rúben Fernandes para a esquerda e incluiu Nogueira na zona central. A estreia do central brasileiro de 24 anos acabou por não ser nada feliz, já que logo aos oito minutos cometeu grande penalidade sobre Pizzi, que o mesmo se encarregou de cobrar. A sorte para os gilistas foi que Denis adivinhou o lado e evitou um golo cedo, que poderia trazer maiores dificuldades aos homens de Barcelos.
Foram-se aguentando os gilistas no encontro, beneficiando até de uma certa apatia dos encarnados, mas já a fechar a primeira parte, Nogueira voltou a estar em evidência, desta vez ao desviar para a própria baliza um cruzamento de Pizzi. Na óptica dos galos, não havia pior altura para sofrer um golo no Estádio da Luz, já que o Benfica viria, dessa forma, bem mais tranquilo para a segunda parte.
Na etapa complementar, o Gil esteve muito perto de igualar o encontro, com uma grande jogada individual de Kraev, que no cara-a-cara com Odysseas Vlachodimos atirou pouco ao lado. Logo depois, o Benfica acabou por fazer o 2-0, por Pizzi, após um pontapé de canto em que o internacional português surgiu ao segundo poste, livre de marcação, para bater um desamparado Denis.
Até ao final, os encarnados entraram no modo gestão, a pensar também no compromisso europeu da próxima semana, e o Gil foi tentanto algumas aproximações à área contrária, mas sem sucesso. Sandro Lima até marcou, mas o lance acabou anulado por fora-de-jogo do avançado brasileiro. O Gil soma cinco pontos, está em 11.º e na próxima jornada defronta o Boavista.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.