Correio do Minho

Braga,

Bienal de Arte Sacra abre novos caminhos à produção artística
Guidance 2019 vai ser um festival de estreias

Bienal de Arte Sacra abre novos caminhos à produção artística

Arcos de Valdevez terá um anjo para fazer visitantes voar até ao barroco

Braga

2018-09-04 às 06h00

Isabel Vilhena

Inspirado pelo misticismo da cidade de Braga, o mestre italiano Giuliano Ottaviani idealizou a Bienal de Arte Sacra Contemporânea e tem agora o desafio de fazer uma obra sobre a cidade dos arcebispos.

Pintor, escultor, designer de jóias, mestre do ferro e da argila Giuliano Ottaviani é considerado em Itália, “o último mestre da bottega italiana”, ou seja, aquele que à semelhança do seu conterrâneo Leonardo Da Vinci, domina quase todas as artes plásticas conhecidas.
A Bienal de Arte Sacra Contemporânea de Braga é ‘obra’ do mestre Giuliano que, em Janeiro, lançou o desafio ao artista plástico bracarense Santiago Belaqua para realizar um evento desta natureza. E assim nasceu a primeira bienal de arte sacra do país. “Fascinado” com a cidade dos arcebispos, Giuliano Ottaviani viu reunidas todas as condições para esta exposição. Porém, Giuliano Ottaviani e Santiago Belacqua afirmam que “se viram excluídos da organização que fora assumida pela ‘Atlas Violeta’ Associação Cultural e Apoio Social aos Países de Língua Portuguesa”.

Quanto ao futuro, Santiago Belacqua garantiu que “queremos estar com gente de boa fé na sociedade”.
“Com o balanço muito positivo”, a dupla de artistas admite que a bienal poderá surgir em outros formatos distintos. “A bienal poderá renascer como movimento espiritual envolvendo vários artistas. Poderá também passar pela pintura colectiva de uma igreja, mas para isso é preciso fazer uma selecção cuidada dos artistas e aprofundar muito bem os temas que se vão trabalhar”, contou Giuliano Ottaviani. Também Belacqua falou da ligação da arte sacra ao audiovisual.
O Brasil é um dos países de eleição de Giuliano Ottaviani, onde tem promovido intercâmbio de artistas nacionais com os italianos, promovendo a ida de muitos dos pintores para cursos e exposições em Milão e Roma. O mestre desenvolve ainda trabalhos sociais em comunidades periféricas de São Paulo e do Rio de Janeiro, ensinando a arte escultórica na argila a centenas de jovens marcados pela exclusão.

Theatro Circo recebe gala de encerramento e entrega de prémios da bienal

Os quatro artistas mais votados na Bienal Internacional de Arte Sacra Contemporânea de Braga são conhecidos na cerimónia de encerramento e entrega de prémios que terá lugar, esta noite, no Theatro Circo.
O olhar crítico do júri irá distinguir as três melhores obras e o quarto classificado será escolhido pelo público que foi convidado a votar a obra que mais apreciou na bienal. Pela mostra, passaram mais de 800 visitantes, sendo que perto de 700 votaram na sua obra preferida.

Para o artista plástico bracarense, Santiago Belacqua esta bienal permitiu “dar a conhecer o trabalho de muitos artistas que até então era desconhecidos de muita gente”, revelando que “a bienal já está a ter eco internacional”. E acrescentou: “fruto do intercâmbio e a convite do mestre italiano Giuliano Ottaviani, Santiago Belacqua e alguns artistas que apresentaram as suas obras na bienal vão participar, ainda este ano, na eco-bienal em Itália.
Deste modo, “o objectivo de dar a conhecer a obra de um vasto leque de artistas nacionais e internacionais que colocam a sua arte e imaginação ao serviço da arte religiosa foi plenamente alcançado”, realçou Santiago Belacqua.
Ao longo de um mês, a mostra ocupou diversos espaços do “emblemático” museu, como a capela da Nossa Senhora da Torre e a Torre de São Tiago.
Centenas de pessoas tiveram oportunidade de admirar dezenas de obras de artistas plásticos e escultores que mostraram todo o seu potencial criativo na bienal. Numa homenagem à bienal e a Portugal, o artista brasileiro Walter Nu realizou, ao vivo, uma escultura, com 3,2 metros de altura, no exterior do museu.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.