Correio do Minho

Braga, sábado

Berço estreia-se na Pró-Nacional com vitória sobre o Santa Maria
TUB: utentes podem viajar com um convidado aos fins-de-semana e feriados

Berço estreia-se na Pró-Nacional com vitória sobre o Santa Maria

Circo de Papel traz alegria, partilha e magia ao Natal de Famalicão

Desporto

2018-08-19 às 15h00

Redacção

Duelo entre dois recém promovidos na jornada inaugural da Pró-Nacional. O?Berço recebeu o Santa Maria e venceu por 4-1. Mota e Hugo bisaram para a equipa da casa, Esteves fez o golo de honra.

Autor: Telmo Martins

A jornada inaugural da Pró-Nacional teve direito a um duelo entre duas equipas recém promovidas. O Berço recebeu o Santa Maria e venceu por claros 4-1.
A equipa da casa entrou mais forte em campo e, logo aos cinco minutos, Chico rematou forte, obrigando Edivaldo a ceder canto. O primeiro lance do Santa Maria perto da baliza adversária foi aos 24 minutos. Uma boa jogada da equipa, conduzida pelo lado esquerdo, com o cruzamento a surgir para a zona da pequena área. Police não chegou a tempo para a emenda e o lance perdeu-se pela linha lateral.
Quando já todos esperavam pelo empate ao intervalo, eis que a equipa da casa faz dois golos, ambos por intermédio de Mota e ambos na sequência de pontapés de canto. Primeiro, ao minuto 37, Edu bate o canto, a bola sofre um desvio a sobra para Mota, que cabeceia, sem oposição, para o fundo das redes.
O?2-0 surge também na sequência de um pontapé de canto. Desta feita foi J. Ribeiro que se encarregou da marcação e fez a bola chegar até à zona do segundo poste onde Mota apareceu mais alto que todos a cabecear para o fundo das redes.
A segunda parte trouxe um Berço novamente forte, a querer mandar no jogo. Logo aos 48 minutos, após um mau corte da defensiva do Santa Maria, a bola ficou na posse de Bruno que só com o guarda-redes pela frente atirou à figura. Ao sexto minuto do segundo tempo, nova oportunidade. Edu, através da marcação de um livre, fez a bola passar muito perto da trave da baliza de Edivaldo.
O?Santa Maria, aos 57 minutos, teve uma boa oportunidade para reduzir. Tiago Torres, à entrada da área, rematou forte e a bola só parou no poste da baliza de João.
Na resposta, o Berço chegou ao 3-1. Hugo, recebe a bola de Bruno e, já dentro de área, ganha posição sobre o adversário e remata colocado, fora do alcance de Edivaldo.
No minuto seguinte, é Bruno quem tem oportunidade de facturar mas o remate sai por cima.
A equipa do Santa Maria iria chegar ao golo à passagem do minuto 61. Márcio recupera a bola em zona avançada do terreno e faz um cruzamento para Esteves, que finaliza de cabeça.
À passagem do minuto 70, nova boa oportunidade para a equipa visitante reduzir. Novamente Esteves de cabeça a obrigar João a esticar-se e a ceder canto.
Na resposta, a equipa da casa voltou a marcar e estabeleceu o resultado final. Hugo, num lance semelhante ao do terceiro golo da equipa, volta a receber dentro de área e a rematar forte para o 4-1 final.
Na próxima jornada o Berço desloca-se ao terreno do Forjães enquanto que o Santa Maria vai receber o Ribeirão.

Ricardo Martins
(treinador do Berço)
“Podem contar
com o Berço”
“Preparamos este jogo com calma, com humindade, com seriedade e sabíamos as dificuldades que o Santa Maria nos iria colocar. A nossa equipa trabalho, acreditou até ao fim e jogo a jogo vamos acreditar na vitória. Na parte final, a equipa do Santa Maria procurou um jogo mais longo. Devido ao calor e ao cansaço acabamos por sofrer um pouco mas a equipa esteve bem. Foi importante ganhar. Vamos seguir fiéis ao projecto. Vamos continuar jogo a jogo, vitória a vitória, a revelar jogadores e no fim fazemos as contas. Vamos lutar sempre com querer e ambição e vamos lutar pela vitória em todos os campos”.

João Salgueiro
(treinador Santa Maria)
“Hoje a sorte não
quis nada connosco”
“Até aos dois golos do Berço no final da primeira parte, estava um jogo equilibrado. Nós fomos algumas vezes à baliza do Berço e eles algumas à nossa. Mas sabiamos que as bolas paradas podiam decidir este jogo. Não nos soubemos recompor depois do primeiro golo e sofremos o segundo logo de seguida, também de bola parada e isso fez toda a diferença naquilo que foi o resultado final.?Na segunda parte, quando estávamos por cima do jogo, levámos mais um golo, contra a corrente do jogo. Hoje a sorte não queria nada connosco e o Berço conseguiu marcar nas vezes que foi à nossa baliza”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.