Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Barcelos vai calcular pegada ecológica
Plano Municipal da Juventude construído de forma participada para os jovens do concelho

Barcelos vai calcular pegada ecológica

Infraestruturas de Portugal assegura obras na Linha do Minho sem atrasos

Barcelos vai calcular pegada ecológica

Cávado

2019-05-15 às 15h23

Redacção Redacção

Município reforça aposta na sustentabilidade

O Município de Barcelos aprovou, em reunião ordinária de 10 de maio, o acordo de colaboração com a ZERO – Associação Sistema Terrestre Sustentável para desenvolver o projeto “Pegada Ecológica dos Municípios Portugueses”, em parceria com a Universidade de Aveiro e a Global Footprint Network. 
A pegada ecológica é uma importante ferramenta de avaliação e monitorização para os governos nacionais e locais que procuram reduzir os riscos e adaptarem-se às alterações climáticas, fomentando uma sustentabilidade global. O cálculo da pegada ecológica pode fornecer um roteiro para uma comunidade que, agora e num horizonte de 20 anos, está a tentar tornar-se ambientalmente saudável, economicamente próspera e equitativa.
O método base a utilizar para calcular a pegada global será o da Global Footprint Network, o mais reconhecido à escala global, permitindo, desta forma, a comparação dos resultados obtidos com qualquer outra cidade ou região do mundo.
As principais vantagens da avaliação e monitorização da pegada ecológica ao nível local são: obter um índice de sustentabilidade ambiental mundial e cientificamente reconhecido para o nível municipal, que prova ser eficaz na sensibilização dos cidadãos e no aumento do envolvimento da comunidade; destacar o papel das cidades / municípios nos debates globais e nacionais sobre sustentabilidade; ajudar os governos locais a acompanhar a procura de capital natural de uma população num dado município ou região e comparar essa procura com o capital natural disponível; informar sobre um amplo conjunto de políticas, que vão desde os transportes, à alimentação, à construção de infraestruturas e ao desenvolvimento do parque habitacional, por forma a determinar quais as propostas e ações mais relevantes; destacar a importância das decisões de infraestruturas de longo prazo; adicionar valor aos conjuntos de dados existentes sobre produção, comércio e desempenho ambiental, fornecendo uma estrutura abrangente para os interpretar.
No seguimento da política desenvolvida pela Câmara de Barcelos no âmbito de adaptação às alterações climáticas, o projeto “Pegada Ecológica dos Municípios Portugueses” visa, ainda, desenvolver investigação inovadora, não só ao nível da informação sobre a biocapacidade local, bem como na construção de políticas públicas que permitam a coesão territorial, a sustentabilidade e a equidade entre as diversas regiões do país.
O estudo decorrerá por um período de dois anos. No primeiro, será feita a avaliação da pegada ecológica e da biocapacidade de Barcelos e a sua contribuição para a média nacional; no segundo, será desenvolvida a calculadora da pegada ecológica online, específica para o concelho de Barcelos, permitindo que a sociedade civil calcule a sua própria pegada ecológica. Esta ferramenta será hospedada no site do Município e poderá ser usada em vários projetos pelas autoridades locais. O acordo de colaboração prevê, também, um workshop para discutir os resultados da pegada ecológica e opções de mitigação.
O projeto será financiado pelo Município de Barcelos em 20 mil euros por cada ano.

Deixa o teu comentário

Últimas Cávado

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.