Correio do Minho

Braga, terça-feira

Associação Eixo Atlântico defende ligação ferroviária directa à Linha do Minho
MARB deu dicas para um Natal saudável

Associação Eixo Atlântico defende ligação ferroviária directa à Linha do Minho

S. Silvestre de Viana do Castelo traz desporto e festa à cidade

Nacional

2018-09-18 às 06h00

José Paulo Silva

Pacote de infraestruturas do Eixo Atlântico foi apresentado, ontem, ao ministro do Planeamento e infraestruturas. Nova ligação de Braga à Linha do Minho é uma da propostas.

Uma nova ligação ferroviária directa da cidade de Braga à Linha do Minho é uma das propostas do ‘Segundo Pacote de Infraestruturas’ que a Associação Eixo Atlântico do Noroeste Peninsular apresentou ontem, em Lisboa, ao Ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques. Aquela associação de municípios do Norte de Portugal e da Galiza defende uma “rota alternativa (bypass) que permita a Braga o acesso directo à Linha do Minho, favorecendo tanto a conexão com o Porto e a Galiza e as localidades situadas a Norte”.

A vice-presidente do Eixo Atlântico, Luísa Salgueiro, também presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, e o secretário-geral do Eixo Atlântico do Noroeste Peninsular, Xoán Vázquez Mao, reuniram ontem de manhã com o ministro Pedro Marques, para apresentar as propostas que aquela associação quer ver financiadas no próximo período de fundos comunitários 2021-2028 e incluídas no Plano Nacional de Investimentos.
No documento entregue ao Governo português, a ligação da linha ferroviária do Minho (Porto-Vigo) ao aeroporto Sá Carneiro e uma nova ligação ferroviária Braga à linha do Minho são consideradas de interesse não só para o Norte de Portugal como também para a vizinha Galiza.

A vice-presidente do Eixo Atlântico considerou a reunião com Pedro Marques “extremamente cordial e operativa”, valorizando a autarca de Matosinhos a “grande receptividade do ministro e a convergência de opiniões sobre as propostas que classificou de interessantes e viáveis”. “O ministro foi muito receptivo, ficou satisfeito com as propostas como nós fizemos. Temos boas perspectivas que elas possam ser incluídas no Plano Nacional de Investimentos e fechar um conjunto de investimentos que nós queremos para uma boa relação entre os dois lados desta eurorregião”, declarou no final da reunião com Pedro Marques.
Luísa Salgueiro também informou que o titular das pastas do Planeamento e das Infraestruturas partilhou a opinião de que os investimentos em curso tanto na linha do Norte como na do Minho “reforçarão em pouco tempo as relações económicas entre Portugal, sobretudo entre e o Norte e a Galiza”. “A ligação da Linha do Minho ao Aeroporto Francisco Sá Carneiro é para nós muito importante, é uma das que nos destacamos, assim como o ‘bypass' que permita o acesso directo de Braga à Linha do Minho”, enfatizou Luísa Salgueiro.

Segundo a vice-presidente do Eixo Atlântico do Noroeste Peninsular, em causa estão investimentos “com uma dimensão pouco significativa do ponto de vista do seu custo, mas com grande repercussão no que toca ao potenciamento do efeito económico que podem ter”.
O secretário-geral do Eixo Atlântico precisou, em declarações ao Correio do Minho, que a avaliação económica das propostas do ‘Segundo Pacote de Infraestruturas’ ainda não foi feita, uma vez a que mesma depende dos traçados de novas ferrovias que venham a ser decididos, cabendo à empresa Infra- estruturas de Portugal elaborar estudos para essas opções.
No caso de uma ligação da Linha do Minho ao aeroporto Sá Carneiro, o troço mais curto terá menos de 10 quilómetros, ao passo que o ‘by pass’ de Braga à mesma Linha não seria muito maior.
Xaon Mao entende como “muito pertinentes” as propostas de melhoria da acessibilidade ferroviária para o concelho de Braga onde se localizam importantes empresas exportadoras e instituições de valorização do conhecimento como a Universidade do Minho ou o Instituto Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL).

Braga não quer passar ao lado do corredor ferroviário Porto-Galiza

A criação de um novo acesso directo de Braga à Linha do Minho obrigará à construção de uma nova estação ferroviária fora do perímetro urbano, admite o presidente da Câmara Municipal, Ricardo Rio, que aguarda com expectativa uma decisão favorável do Governo quanto ao investimento no planeamento da ligação alternativa ao ramal de Braga.
“Braga situa-se a? margem da Linha do Minho, corredor que, previsivelmente, ganhará importância nos próximos anos, suportando parte da mobilidade estabelecida entre a Regia?o Norte de Portugal e a Galiza”, sustentam os autores do ‘Segundo Pacote de Infraestruturas do Eixo Atlântico’, ratificado pela comissão executiva da associação de 38 municípios do Norte de Portugal e da Galiza,

“Assim como a configuração do ramal de Braga favorece as conexo?es com o Porto, dificulta também a comunicação com Viana, Valença e Galiza, exigindo uma mudança de comboio em Nine”, lê-se na proposta ontem formalmente entregue ao Governo.
Ao Correio do Minho, Ricardo Rio sustentou que o troço de uma futura conexão Porto-Braga-Viana do Castelo poderá aproveitar, no concelho de Braga, o espaço canal que foi delimitado, há alguns, para uma linha de alta velocidade Porto- -Vigo, que acabou por não sair do papel.

A sugestão para novas conexões na Linha do Minho surge num momento de investimento de mais de 83 milhões de euros na melhoria deste trajecto ferroviário entre as cidades do Porto e Valença. Nesta altura decorrem trabalhos de electrificação da Linha do Minho entre as estações de Nine e Viana do Castelo, numa extensão de 43,6 km, a que se segue idêntica empreitada entre Viana do Castelo e Valença.
Para além de electrificação, estão a ser construídos ramais em Midões e Barroselas, no concelho de Barcelos, para permitir o cruzamento de comboios de 750 metros, e a ser adaptadas as estações de Barcelos, Barroselas, Darque e Viana do Castelo.
A empresa Infraestruturas de Portugal estima que as obras na Linha do Minho estejam concluídas até ao início de 2020, ano em que se prevê também a chegada do comboio de alta velocidade espanhol à cidade de Vigo.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.