Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Artur Caldeira quer “re-humanização” da Casa do Professor e promete “mudança”
Vieira do Minho: Apreensão de 503 artigos contrafeitos

Artur Caldeira quer “re-humanização” da Casa do Professor e promete “mudança”

Arcos de Valdevez: Quatro detidos por tráfico de droga em festival de música

Artur Caldeira quer “re-humanização” da Casa do Professor e promete “mudança”

Braga

2019-07-19 às 06h00

Marta Amaral Caldeira Marta Amaral Caldeira

Artur Caldeira lidera a lista B que se apresenta às eleições para a Casa do Professor de Braga, as quais se disputam amanhã. É acompanhado por João Dias Cerqueira, candidato a presidente da Assembleia Geral e por Ana Rosa Malheiro, no Conselho Fiscal.

A “re-humanização” da Casa do Professor é a grande proposta da Lista B, liderada por Artur Caldeira. O candidato propõe “uma mudança” de paradigma com a missão de recuperar os sócios e de voltar a fazer desta “uma casa de efectiva solidariedade social”. “A Casa do Professor é uma associação de solidariedade e não pode ser tratada como uma empresa”, indica o candidato Artur Caldeira, que disputa as eleições amanhã e que está resoluto em trazer de novo a solidariedade para a associação, com mais benefícios e condições vantajosas para os seus associados.

Apontando para uma Casa do Professor com várias valências, com lar residencial, restaurante, centro de formação, academia de música, entre outras, embora algumas das suas valências, o candidato da Lista B assinala, no entanto, que, há algumas delas que podem ser geridas como pequenas empresas como é o caso do restaurante ou do Centro de Formação, mas refere que esta “não pode ser a filosofia da associação”, que, a seu ver, tem que ser conduzida a partir do valor da solidariedade.
“A Casa do Professor é, antes de mais, uma associação de solidariedade e de entre-ajuda de professores e o que temos vindo a assistir nos últimos anos é que ela tem sido gerida no seu todo como uma empresa e nós, Lista B, o que propomos é uma re-humanização”, aponta o candidato.

“Não é que não haja humanidade, simplesmente ela não existe na Casa do Professor na forma suficiente que entendemos que ela deva existir”, refere Artur Caldeira. “Esta tem que ser uma casa de afectos, pois a maior parte dos sócios são idosos e reformados e é disso que os associados se queixam”, aponta o candidato, garantindo que consigo na presidência da associação passará a haver “uma nova forma de gerir a casa”, tornando-a na ‘casa de AFECTOS’ que todos desejam.
Artur Caldeira explica algumas das mudanças que promete, propondo “mais vantagens” para os associados, por exemplo, usufruindo de um desconto maior no restaurante, apontando que os 50 cêntimos que o cartão lhes oferece são “irrisórios” numa refeição que custa 8,50 euros. Vantagens para os associados que quer ver replicadas também, por exemplo, nas viagens que se organizam.

“Os professores têm sido mal- -tratados, nomeadamente pelo poder político, e há uma desvalorização social e económica do estatuto de professor e nós entendemos que a Casa do Professor deve ser uma associação onde os professores encontrem ajuda e não uma casa elitista como muitos se queixam como tem sido nos últimos anos, em que, por exemplo, a valência de lar deve ter um enfermeiro permanente, mas ele só é permanente administrativamente”.

São várias as críticas que Artur Caldeira dirige à lista A, que critica de ser uma “lista de continuidade” e ao lado do até aqui presidente da direcção Hilário Sousa, criticando que há muitos votos por correspondência que têm chegado e que têm a mesma caligrafia, sugerindo uma eventual “angariação colectiva de votos”. “Nós não queremos continuidade, queremos mudança, porque estas eleições só estão a acontecer porque dois vice-presidentes saíram em ruptura com Hilário Sousa, ora a lista A, que é apoiada por ele, não garante essa mudança”, asseverou.

Perfil

Artur Caldeira é licenciado, mestre e especialista em Música; músico reconhecido internacionalmente 32 anos de experiência no ensino em todos os níveis (do 1.º ciclo ao Mestrado) com exercício de cargos directivos.
Lecciona na ESMAE - Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo do Instituto Politécnico do Porto.
Artur Caldeira é o candidato a presidente da Lista B nas eleições para a Casa do Professor, tendo como vice--presidentes Eva Sónia da Silva e Maria Soares Batista.
A Lista B apresenta ainda o nome de João Dias Cerqueira ao cargo de presidente da Assembleia Geral da Casa do Professor, tendo como secretárias neste órgão Maria Dulce Teles e Maria Margarida Rodrigues Rosário.
A nível do Conselho Fiscal a Lista B tem na presidência Ana Rosa Silva Malheiro, como secretária Sofia Andreia de Moura e como relatora Elisabete Coelho Gonçalves.
A Lista B pretende uma “maior proximidade aos associados”, promovendo “um diálogo constante entre os seus membros” e construir o futuro “com base em 40 anos de História”, mas tendo como grande força motriz a “re-humanização” da Casa do Professor.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.