Correio do Minho

Braga,

- +
Albergue de Peregrinos da Recoleta ganha extensão
Estudar em Famalicão não ‘custa’

Albergue de Peregrinos da Recoleta ganha extensão

Stretto 57 serve sabores da Toscana no centro histórico

Albergue de Peregrinos da Recoleta ganha extensão

Cávado

2019-08-20 às 22h11

Redacção Redacção

Acrescem ainda fatores de índole cultural ligados ao Caminho Português de Santiago, as relações e cooperações transfronteiriças e as políticas de fomento da mobilidade, vitais para o conhecimento mútuo das populações e da comunicação cultural.

A Vice-Presidente da Câmara Municipal, Armandina Saleiro, esteve presente, sexta-feira, 16 de agosto na abertura da extensão do Albergue Municipal Casa da Recoleta, localizada no edifício da antiga escola primária e jardim de infância de Tamel S. Pedro Fins, que se encontravam desocupados. Trata-se de uma intervenção prevista na candidatura POCTEP, tendo em conta o crescente número de peregrinos.

O novo espaço está equipado com 20 novos beliches e servirá para acolher principalmente grupos de peregrinos e dar resposta à procura, sobretudo em época alta, quando o Albergue Municipal, com capacidade para 42 pessoas, fica muitas vezes lotado.

Com vista a melhorar os serviços prestados aos peregrinos, como a lavandaria, cozinha e internet, o edifício principal está equipado com máquinas de lavar e secar roupa.

Para Armandina Saleiro “foi completada mais uma etapa importante nos Caminhos de Santiago, não só para os peregrinos, mas para o turismo e cultura” afirmando Barcelos como ponto de passagem obrigatório.
Desde a Idade Média que Barcelos se tornou ponto de passagem obrigatória dos que seguiam velhas e seculares vias que os conduziam à obtenção da indulgência, simbolizada por Compostela.

Acrescem ainda fatores de índole cultural ligados ao Caminho Português de Santiago, as relações e cooperações transfronteiriças e as políticas de fomento da mobilidade, vitais para o conhecimento mútuo das populações e da comunicação cultural.

Pelo exposto e tendo em conta que compete ao Município de Barcelos proceder à divulgação do património cultural, histórico, religioso e paisagístico do concelho, bem como pela posição privilegiada que Barcelos detém no contexto dos Caminhos de Peregrinação a Santiago de Compostela e a Fátima foi criada a extensão do Albergue Municipal “Casa da Recoleta”, que passará a funcionar como edifício de apoio ao Albergue Municipal.
O novo espaço de acolhimento dos que seguem o Caminho de Santiago vem fazer face às situações de grande afluência de peregrinos naquele albergue onde por já passaram mais de 43.000 peregrinos de 100 nacionalidades, desde a sua abertura em 2010.

O Albergue está instalado na antiga Casa da Recoleta,  fundada nos finais do século XVII, por um eremita chamado Belchior da Encarnação. Serviu aquela casa para recolhimento de padres e de leigos. Em 1742, passou a Casa e as propriedades para a Ordem Terceira de S. Francisco, mas, em 1750, foi extinta e a Casa doada ao Arcebispo de Braga. Depois, foi vendida a particulares.

Como a Ordem dos Franciscanos praticava a assistência, é natural que a Casa da Recoleta tenha servido de local de pernoita aos peregrinos de Santiago.

O Albergue de Peregrinos “Casa da Recoleta” – Albergue Municipal de Peregrinos de Barcelos é uma referência pela sua situação estratégica no Caminho Central de Santiago.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.