Correio do Minho

Braga, sábado

Agrupamento de Escolas Alberto Sampaio aprofunda trabalho na flexibilidade e na autonomia
Câmara Municipal promove reuniões para estabelecer rede de proximidade entre baldios do concelho

Agrupamento de Escolas Alberto Sampaio aprofunda trabalho na flexibilidade e na autonomia

‘As Lojas com História’ inspiram participantes no concurso de fotografia

Entrevistas

2017-09-28 às 06h00

Teresa M. Costa

No ano lectivo que agora se inicia, os alunos das escolas do 1.º ciclo que integram o Agrupamento Alberto Sampaio vão ter actividades de programação e robótica adaptadas ao seu perfil e idade. A medida enquadra-se na maior autonomia e flexibilidade do Agrupamento que integra o grupo piloto convidado pelo Ministério da Educação, muito graças ao sucesso de algumas medidas desenvolvidas no âmbito do plano de promoção do sucesso educativo, aponta o director, João Andrade.

No ano lectivo que agora se inicia, os alunos das escolas do 1.º ciclo que integram o Agrupamento Alberto Sampaio vão ter actividades de programação e robótica adaptadas ao seu perfil e idade.
A medida enquadra-se na maior autonomia e flexibilidade do Agrupamento que integra o grupo piloto convidado pelo Ministério da Educação, muito graças ao sucesso de algumas medidas desenvolvidas no âmbito do plano de promoção do sucesso educativo, aponta o director, João Andrade.

O Agrupamento de Escolas Alberto Sampaio avança, já este ano, com algumas medidas, algumas na senda do que já vinha sendo feito, outras ainda “mitigadas para ter a certeza que o impacto nos alunos é somente positivo” explica João Andrade que atribui esta ‘mitigação’ ao atraso do processo por parte da tutela.
A definição do curriculum, por exemplo, já deveria ter sido trabalhada no final do ano lectivo transacto, exemplifica, apontando que cada grupo disciplinar está a partir das aprendizagens essenciais - que estão definidas - para aferir como pode trabalhar.

A vantagem do Agrupamento é que já tem ‘trabalho de casa’ feito em várias matérias como a coesão das equipas e o trabalho colaborativo entre as diferentes disciplinas, trabalhando o curriculum como um todo.
“Essas dinâmicas estão agora mais legitimadas” e pretende-se que sejam mais estruturadas, refere o director do Agrupamento Alberto Sampaio.

Entre as medidas para este ano lectivo, está o aumento da carga horária de direcção de turma em turmas seleccionadas do 5.º e 7.º anos para que o director de turma possa acompanhar mais os alunos em espaço de sala de aula de outras disciplinas.

O director de turma passa a intervir, não só na sua aula e no conselho de turma, mas também nas outras aulas, explica João Andrade que justifica que o objectivo é reforçar a coesão e detectar o mais precocemente possível eventuais alterações de rendimento e/ou de comportamento dos alunos. “Cada professor só vê a sua parcela e pode demorar a perceber-se determinada situação” acrescenta o director.

Outra medida passa pela duplicação da componente não lectiva dedicada à articulação de cada professor, estabelecendo um mínimo de 90 minutos semanais para reuniões e trabalho colaborativo, tendo o Agrupamento assumido a articulação como uma prioridade.
Já no ano lectivo transacto, estavam atribuídos 45 minutos para articulação, mas a carga horária foi duplicada.

Através de projectos interdisciplinares, a direcção do Agrupamento quer combater a fragmentação e fomentar a articulação das equipas.
Para tal, avançou com a diminuição do número de docentes em cada ano escolar. João Andrade fala de “uma medida invisível” mas que permite ao professor realizar actividades transversais e projectos inter-turmas.

O desafio é que cada turma trabalhe, pelo menos, um projecto , aponta o director.
A disciplina de Cidadania e Desenvolvimento começa, este ano lectivo, a ser leccionada em todas as turmas de início de ciclo - 1.º; 5.º, 7.º e 10º, mas no caso do 10.º não é uma disciplina à parte, mas trabalhada, de forma transversal, por todos os docentes, sendo a nota atribuída em conselho de turma.

A nível do 1.º ciclo do ensino básico, muito do que se aponta em termos de flexibilidade “já era feito” reconhece João Andrade, justificando que “o professor já geria a carga curricular”.
As tecnologias e de informação e comunicação passam a integrar o curriculum do 5.º ano.
Já há ideias para implementar, de forma gradual, nos próximos anos, refere João Andrade, que acredita que “serão impactantes”.

Falta de funcionários é ainda a grande preocupação

Com os horários definidos e os professores colocados, com excepção das substituições por doença, a “grande preocupação” da direcção do Agrupamento de Escolas Alberto Sampaio centra-se na falta de funcionários, sobretudo nas escolas do 1.º, 2.º e 3.º ciclos do ensino básico.
O aumento de idade dos funcionários aumenta, também, o absentismo por doença e a substituição é demorada, admite o director do Agrupamento, João Andrade que deposita esperança no anúncio da tutela de contratação de 1500 funcionários ainda este ano lectivo.

A falta de funcionários é agravada nas escolas que acolhem alunos com necessidades educativas especiais (NEE) que “exigem acompanhamento contínuo e para o qual “não há recursos” aponta João Andrade, numa preocupação partilhada pelos pais e encarregados de educação.
O director do Agrupamento admite que a dotação de funcionários “mexe muito com a segurança e com a higiene das escolas que são fundamentais”.

No que toca ao novo ano lectivo e a todos os projectos e actividades extracurriculares que se desenvolvem no Agrupamento, João Andrade garante que “só são possíveis porque os professores têm sido incansáveis” e destaca a “forte articulação” com as associações de pais que “têm sido auxiliares importantes para levar os objectivos a bom porto”.
Ao Agrupamento, chegaram muitos professores novos, mas todos receberam os horários no dia 1 de Setembro.
As substituições por doença estão atrasadas, mas o director acredita que estarão todos colocados na segunda semana de aulas.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.