Correio do Minho

Braga, quarta-feira

A escola que mais pedalar vai conquistar uma biblioteca
Semana Municipal para a Igualdade e a Educação decorre até 25 de novembro

A escola que mais pedalar vai conquistar uma biblioteca

Braga notada pelas boas práticas no Congresso de Cidades Educadoras

As Nossas Escolas

2018-03-13 às 06h00

Marlene Cerqueira

Pedalar pela Leitura é a designação do projecto que o Município de Braga, com a parceria da Porto Editora, vai desenvolver em 12 escolas EB 2,3 do concelho. Rui Sousa apadrinha iniciativa.

Pedala pela tua escola e conquista uma biblioteca é este o desafio que o Município de Braga lança às escolas EB 2,3 do concelho, no âmbito de mais um projecto inserido na Braga 2018 - Cidade Europeia do Desporto. A iniciativa é apadrinhada pelo ciclista Rui Sousa e tem como parceiro a Porto Editora.
Apresentado ontem, na Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, o projecto Pedalar pela leitura envolve 12 escolas do concelho de Braga e vai desenrolar-se ao longo de três semanas.
A mecânica da iniciativa é simples: por semana, em quatro escolas, vão estar bicicletas estáticas que os alunos estão convidados a pedalar. No final, a escola que tiver pedalado mais quilómetros ganha o alargamento da sua biblioteca, uma oferta da Porto Editora.

Na semana de 19 a 23 de Março, as bicicletas estarão disponíveis nas escolas EB 2,3 de Maximinos, Mosteiro e Cávado; Lamaçães e Tadim.
De 9 a 13 de Abril estará uma bicicleta em cada uma das seguintes escolas EB 2,3: Celeirós, Dr. Francisco Sanches, Nogueira e na Gulbenkian.
Finalmente, de 16 a 20 de Abril, as bicicletas estarão nas EB2,3 André Soares, Cabreiros, Palmeira e Real.
João Correia, em representação do Município de Braga, realçou que este projecto pretende dois objectivos em simultâneos: estimular a prática desportiva junto do público escolar e sensibilizar para a importância da leitura.
O padrinho desta iniciativa é Rui Sousa, um dos maiores ciclistas nacionais, que não escondeu a satisfação por ter o seu nome associado a esta iniciativa: É com enorme satisfação que apadrinho e agradeço à organização o facto de se ter lembrado de mim no âmbito das iniciativas da Cidade Europeia do Desporto.

O ciclista, que deixou de competir nesta temporada, enalteceu o projecto não só por incentivar à prática desportiva, neste caso do ciclismo, mas também porque estimula os jovens para a importância do livro e da leitura, numa altura em que as redes sociais surgem como foco principal de interesse das gerações mais jovens.
É uma honra para mim apadrinhar este projecto, rematou.
A representar a Porto editora esteve Paulo Gonçalves que deixou também um alerta para o crescente alheamento das gerações mais jovens face ao livro e à leitura.

Quero saudar as escolas que mais uma vez demonstraram ter consciência da importância da actividade desportiva no desenvolvimento equilibrado das crianças, referiu, acrescentando que ao aderir a este projecto a escolas estão também a contribuir para contrariar uma tendência crescente que se traduz na queda dos índices de leitura. Com a concorrência das novas tecnologias, se não estimularmos os mais novos para o livro e para o gosto pela leitura estaremos a comprometer o seu desenvolvimento intelectual e cognitivo, acrescentou.
Por razões de saúde, a vereadora do Desporto, Sameiro Araújo não marcou presença na apresentação deste projecto, mas mesmo assim partilhou uma mensagem escrita onde destaca que esta iniciativa terá um papel relevante na promoção da leitura e do gosto pelo livro e, acima de tudo pela competição saudável entre os alunos que irão fazer parte deste grande projecto.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.