Orçamento Participativo dá voz aos anseios dos Bracarenses

Braga

autor

Redacção

contactar num. de artigos 34698

São oito os projectos vencedores da segunda edição do Orçamento Participativo (OP) do Município de Braga, aos quais se juntam mais sete do Orçamento Participativo Escolar (OPE). Os Bracarenses responderam afirmativamente ao repto lançado pela autarquia Bracarense e mobilizaram-se para escolher e votar nos projectos que vão ser desenvolvidos durante o próximo ano, em diversas áreas de intervenção municipal.

Desta forma, o Município de Braga colocou ‘nas mãos’ da população o direito e a responsabilidade de decidirem o destino a dar a 750 mil euros do orçamento global do Município para 2016, sendo que dessa verba, 100 mil euros são referentes ao OP Escolar.

“Esta iniciativa é uma forma de desafiar os cidadãos a participarem activamente na vida da Cidade, ajudando o Município a ajustar as suas opções de investimento aos anseios da população”, referiu Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, durante a cerimónia de apresentação dos provectos vencedores, que decorreu esta Quinta-feira, dia 8 de Outubro, no Museu Nogueira da Silva, em Braga.

Destacando a “enorme adesão e mobilização” dos Bracarenses, assim como os “critérios de rigor e exigência” de todo o processo do OP, o Autarca lembrou que no conjunto das iniciativas destinadas a “estimular a participação cívica dos cidadãos - OP Geral; OP Escolar e Orçamento ‘Tu Decides’, este último destinado à juventude - a Câmara de Braga está a entregar à população um por cento do seu orçamento municipal, para serem eles a decidirem os projectos que serão realizados ano após ano”.

Este é, segundo o Edil, mais um sinal de abertura e transparência demostrado pelo actual Executivo, num acto de cidadania e de responsabilidade cívica, desenvolvendo competências para que a participação activa da população nas políticas locais a adoptar seja uma realidade.
No OP Geral, num universo de 67 projectos em votação, divididos em seis áreas, passaram à segunda fase 27. A existência de duas fases de votação foi uma das novidades deste ano, tendo-se registado um total de 7117 os votantes na primeira fase e 9455 na segunda. Eduardo Jorge Madureira, coordenador do OP, destacou o “modelo seguro e fiável” adoptado, que foi “alvo de uma constante monitorização”. Para o responsável este projecto “reforça a ligação entre o cidadão e o Município e fortalece a participação cívica”, mostrando-se “satisfeito com a variedade e a qualidade global dos projectos apresentados”.

Projectos abrangem diversas áreas de intervenção
Os projectos eleitos abrangem várias áreas de intervenção Municipal como a Solidariedade e Coesão Social, Cultura e Património, Equipamentos, e serão agora desenvolvidos pelos técnicos da Autarquia.

A ampliação e remodelação dos vestiários-balneários do Parque Desportivo de Guisande foi o projecto mais votado com 1354 votos, seguindo-se o projecto de requalificação do Parque de Merendas de Vilaça com 1197.

O projecto de requalificação e recuperação dos balneários e edifício de apoio ao Parque Desportivo de Tebosa foi o terceiro mais votado e que mereceu a escolha de 1095 Bracarenses, sendo que o projecto de apoio domiciliário ‘Ajuda Feliz’ recolheu 1019 votos, ficando em quarto lugar.

O projecto ‘+Teatro’ ficou em quinto lugar com 812 votos e em sexto ficou o projecto de conservação e beneficiação do edifício do Centro Paroquial de Aveleda, com 764. Em sétimo lugar, com 706 votos, ficou o projecto Planetário - Casa da Ciência de Braga e em oitavo ficou o projecto ‘Mais Natal Priscos’ com 665. Este último foi contemplado apenas com a verba remanescente de 50 mil euros que, apesar de não cobrir as necessidades do projecto, é um apoio essencial à sua realização.

Orçamento Participativo Escolar contempla a execução de sete projectos
Paralelamente o Município de Braga desenvolveu o Orçamento Participativo Escolar (OPE), que dispunha de uma verba de 100 mil euros. Após a votação, que contou com a presença dos directores dos Agrupamentos de Escolas do Concelho de Braga, do coordenador do Orçamento Participativo, Eduardo Jorge Madureira e da vereadora da Educação, Lídia Dias, foram encontrados cinco projectos vencedores. No entanto, “como a verba total destinada ao OPE não ficava preenchida na sua totalidade com os primeiros cinco projectos, foi decidido incorporar o valor remanescente nos projectos seguintes, até atingir o atingir o valor global”, referiu Lídia Dias.

Nesse sentido, foram incorporados mais dois projectos, passando a ser sete os projectos contemplados no OPE do Município de Braga para 2016.

“Este foi mais um momento de cidadania e participação cívica que passou pelas nossas escolas e que tem um papel muito importante para a comunidade”, referiu Lídia Dias, enaltecendo a capacidade de mobilização em torno deste projecto, que conseguiu “motivar a comunidade escolar para uma participação activa, crítica e consciente”.

No total foram apresentados 17 projectos de sete Agrupamentos Escolares abordando diferentes áreas de intervenção material e imaterial. A criação de uma sala de ‘Snoezelen’ do Agrupamento de Escolas de Real foi o projecto mais votado, seguindo-se o projecto ‘Pedalar para a Sustentabilidade com Saúde’, do Agrupamento de Escolas de Celeirós. Em terceiro lugar aparece a remodelação de espaço desportivo exterior da Escola EB 2,3 de Cabreiros, um projecto proposto pelo Agrupamento de Escolas do Oeste.

Em quarto lugar ficou o projecto ‘Combate ao Abandono Escolar’ do Agrupamento de Escolas D. Maria II, e em quinto lugar ficou o projecto ‘Vamos levar a música tradicional às escolas’, do Agrupamento de Escolas de Sá de Miranda. Para completar a verba total de 100 mil euros foram integrados os dois projectos que ficaram em sexto e sétimo lugar. Assim, o projecto ‘Música sem Barreiras’ do Conservatório Calouste Gulbenkian, e o projecto de melhoria acústica do Pavilhão Multiusos de Celeirós, proposto pelo Agrupamento de Escolas de Celeirós, também foram contemplados pelo OPE, sendo que este último, terá direito à parte do remanescente disponível de 13 mil euros.

vote este artigo


 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos das categorias relacionadas

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia